Pescadores temem prejuízo por falta de gelo em Santarém

publicidade

O peixe é um produto perecível, a falta de gelo está fazendo com que uma fila seja formada por pequenas embarcações em frente à cidade.
A área  conhecida como Feira do Tablado, localizada em frente ao cais da Avenida Tapajós, em Santarém, oeste do Pará, é frequentada diariamente por santarenos e pescadores que vêm à cidade oferecer o fruto de seu trabalho. Mas, nos últimos dias Santarém não tem conseguido suprir a demanda de gelo necessária para a conservação do pescado.

O problema tem levado os pescadores a uma espera, que pode terminar em prejuízo, já que o peixe é um alimento perecível. Santarém não possui um porto pesqueiro, mesmo assim o fluxo de embarcações de pequeno e médio porte carregadas com peixe é grande. Daqui, o produto abastece caminhões que pegam a estrada e chegam até os frigoríficos e feiras dos grandes centros.

O pescador Carlos Cruz conta que a falta de gelo faz com que o preço do peixe caia. “Além de não ter um lugar adequado para vendermos o peixe que trazemos, chega aqui ainda temos que enfrentar uma fila e descobrimos que está faltando gelo. E agora? Vamos deixar o peixe apodrecer? Quanto mais tempo passa, menos recebemos pelo peixe”, reclama.

Os caminhões que transportam o peixe para outras cidades ficam estacionados no acostamento da Avenida Tapajós, o que gera impasse com os órgãos de fiscalização, porque a fila de veículos atrapalha o trânsito na área.

BlogdoCarpê com informações do G1 Santarém 


Nenhum comentário