Rebocador naufragado próximo a Óbidos deve ser desvirado nesta quarta-feira

publicidade

Próxima etapa consiste na retirada da embarcação do fundo do Rio Amazonas. Familiares acompanham os trabalhos
Rebocador naufragado próximo a Óbidos deve ser desvirado nesta quarta-feira (Foto: Divulgação)

operação de içamento do rebocador naufragado próximo a Óbidos, no oeste do Pará, e resgate de nove desaparecidos no acidente náutico, segue a todo vapor. O trabalho desta quarta-feira (29) pela Smit, empresa contratada para executar o plano de resgate, é na tentativa de desvirar a embarcação, que está virada para baixo.

O rebocador permanece seguro pelo guindaste, mas um outro equipamento está sendo usado para esta nova etapa. Após a virada para a posição normal, será jogada uma rede sobre a embarcação, e uma balsa da Bertolini deve afundar para iniciar o processo de subida.

Após o procedimento, quando a embarcação for retirada do fundo do rio os agentes do Centro de Perícias Científicas Renato Chaves (CPC), órgão do Instituto Médico Legal (IML), devem entrar em ação, junto à Polícia Civil e à Marinha para realizar o trabalho de perícia. Caso os corpos sejam encontrados serão removidos imediatamente.

Familiares das vítimas que estão desaparecidas acompanham a operação de perto. Eles estão acampados desde o dia 14 de novembro em Óbidos, quando iniciaram as operações.

Içamento

A embarcação foi deslocada na terça-feira (28) para uma área que oferece mais condições para que o resgate seja feito. A área é mais rasa, plana e tem a correnteza menos forte.

Blogdocarpê com informações G1 Santarém 


Nenhum comentário