3ª etapa da Orla da Cidade é entregue à população santarena

publicidade

Uma programação especial marcou a inauguração da 3ª etapa da Orla da Cidade, na noite desta quinta-feira (21). A solenidade contou com a presença do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho; do ministro das Cidades, Alexandre Baldy; prefeito de Santarém, Nélio Aguiar; além de deputados federais, vereadores e secretários municipais. A festa de inauguração começou por volta das 17h30, com a caminhada ambiental, serviços básicos de saúde e apresentações culturais e de lazer à população.
Raimundo Azevedo, morador da Rua 24 de Outubro, bairro Aldeia, elogiou a programação. "É um evento diferente, onde as pessoas estão entusiasmadas. Eu e minha esposa gostamos muito de todas as apresentações. Agora estou aproveitando a orla, que está mais espaçosa".
A moradora do bairro Jutaí, Cristiane Souza, compartilha a opinião de Raimundo e reforça que ainda não tinha visto o novo espaço, ficou admirada. "Agora que tive a oportunidade de ver como está a Orla. Hoje, eu vejo que todos nós fomos beneficiados com mais um espaço de caminhada e lazer".

O secretário municipal de Infraestrutura, Daniel Simões, explicou que o trecho novo da Orla faz parte do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). "É uma obra muito importante para o município, porque estamos melhorando a nossa orla, um dos principais pontos turísticos da região. E esse contrato da obra do PAC ainda não encerrou. É um contrato que conta com muito mais serviço. As obras do PAC vão se prolongar até setembro de 2018 e vem muito mais benefícios para a população".
O prefeito de Santarém, Nélio Aguiar, agradeceu a presença dos ministros e comitiva e destacou a importância da obra para a cidade. "É com muita alegria que a gente entrega mais esta etapa da Orla, através do PAC 2. Estamos entregando uma etapa de esgotamento e saneamento, que beneficia 25 mil pessoas, de 5 bairros. Isso representa um grande avanço para o município, pois vai acabar com esgoto na frente da cidade. A quarta e última etapa do projeto Orla já começou [construção do muro de contenção de 1.640 m, instalação de píeres e bombas de sucção] e isso nós agradecemos o apoio do ministro Helder, que veio ver de perto a situação do cais de arrimo e no início da nossa getsão, liberou mais de R$ 72 milhões para a conclusão a Orla que vai trazer benefícios: a contenção da enchente, o fortalecimento do comércio local e, acima de tudo, integração regional com os municípios vizinhos", destacou.


Em seu pronunicamento, o ministro das Cidades, Alexandre Baldy, pela primeira vez em Santarém, enfatizou o quão privilegiados são os santarenos pelas belezas naturais. "A população santarena tem o privilégio de ter o encontro das águas, Tapajós e Amazonas na frente da cidade. Santarém merece isso e muito mais. Essa obra não representa somente mais um espaço, mas a melhoria da saúde pública", ressaltou.

O ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, agradeceu pela acolhida do povo santareno mais uma vez. "É sempre um prazer estar aqui. Chegamos em Santarém e fomos ao Residencial Salvação. Lá, quando foi inaugurado faltavam muitos equipamentos comunitários. Hoje, nós visitamos alguns pontos do Residencial e viemos trazer uma notícia muito boa: por meio do Ministério da Cidades, o Residencial Salvação vai contar com mais uma escola", afirmou.

Helder ainda ressaltou que Santarém é a cidade polo da região do Baixo Amazonas e que não mede esforços em busca de mais convênios para o Estado. "Já conseguimos recursos para a última etapa da Orla, para garantir a urbanização dessa área. Tivemos a preocupação com as pessoas que atracam e no projeto de execução vai contar com 6 píeres, além da estrutura de bombeamento, que vai evitar alagamento da frente da cidade, porque a nossa preocupação é com o bem-estar da população", finalizou.

Obras de Saneamento e esgotamento sanitário do PAC 2

Com o valor de R$ 31.692.245,07, o serviço é coordenado pela Prefeitura de Santarém, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminfra), sob o contrato nº 350.963-47. No projeto de execução consta: construção do coletor tronco, ampliação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), construção da Estação Elevatória de Esgoto (EEE), construção da Linha de requalque por gravidade, ligações de rede de esgoto e 225 metros de orla.

Fonte Blogdocarpê 


Nenhum comentário