Prefeitura de Santarém é modelo de desenvolvimento de pequenos negócios

publicidade


A Prefeitura de Santarém a convite do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Maranhão, por meio da Agente de Desenvolvimento Local (ADL), Vanderlina Gonçalves vai ministrar uma oficina, dia 26 de abril, em São Luís, no Centro de Convenções Pedro Neiva, sobre o tema "Atuação do Agente de Desenvolvimento no fomento dos pequenos negócios".

Vanderlina Gonçalves, agente de desenvolvimento local e chefe de divisão de Atendimento ao Educando da SemedA servidora é chefe de divisão de Atendimento ao Educando (DAE), da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Em São Luís, capital maranhense, vai representar Santarém e o estado do Pará. No encontro pretende mostrar a participação direta dos agentes de desenvolvimento e como eles identificam as oportunidades de negócios, o desenvolvimento local e territorial. Isso, por que, segundo a técnica, Santarém potencializa aumento em suas cadeias em diversos segmentos sempre com o olhar voltado ao desenvolvimento econômico para os pequenos negócios.

Vanderlina disse ainda que foi a partir da criação do Grupo de Gestão Integrada e Desenvolvimento Integral Sustentável (GGI/DRS), que as cadeias produtivas tiveram indicadores e resultados positivos. "Com isso, é possível mensurar nos últimos dois anos o aumento significativo de recursos financeiros, circulando nas micro e pequenas empresas através das oportunidades de negócios", afirmou.

Durante a palestra, a técnica falará sobre o GGI, que rendeu o Prêmio Prefeito Empreendedor Estadual e Nacional em 2016; a Campanha Negócio Legal, que teve um aumento de 10% em dois dias de campanha, tendo como base o Micro Empreendedor Individual (MEI) e oportunidade de compras governamental para produtos da agricultura familiar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

O encontro também irá tratar sobre a rede de agentes de desenvolvimento do Baixo Amazonas, onde Santarém é modelo de gestão e desenvolvimento em diversos segmentos. Com essas iniciativas houve redução da desigualdade do ambiente legal, identificados os gargalos comuns, assim como as potencialidades dos 13 municípios que compõem a região.

Blogdocarpê 


Nenhum comentário