motociclista, foge e 2 km depois perde controle e bate em carro em Santarém

publicidade

O primeiro acidente aconteceu no bairro Aparecida e o segundo no bairro Santa Clara, na noite deste sábado (16). Motorista confessou que havia ingerido bebida alcoólica.

Em poucos minutos, um motorista de 26 anos provocou dois acidentes de trânsito em Santarém, no oeste do Pará, na noite deste sábado (16). Ele atropelou um mototaxista credenciado no bairro Aparecida, fugiu do local, percorreu pouco mais de 2 km e bateu em outro carro no bairro Santa Clara. Aos agentes de trânsito o motorista confessou que tinha ingerido bebida alcoólica. Não houve registro de vítimas graves.

O primeiro acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Borges Leal com a Travessa Professor Carvalho. De acordo com a vítima, o mototaxista Wanderson Alicato, o motorista do carro avançou a preferencial. “Ele avançou e eu bati bem no meio do carro e cai. Os outros mototaxistas perseguiram ele até aqui, quando ele quase capotou e bateu no outro carro. Graças a Deus estou vivo”, disse.
O segundo acidente aconteceu no cruzamento da Avenida Presidente Vargas com Travessa 15 de Agosto. O motorista Alexandre Batista seguia junto com a esposa e a filha de 4 anos na travessa, quando parou no cruzamento e foi surpreendido com a batida.

“Eu vinha da orla com a minha família e parei aqui porque tinha a placa de pare. Ele bateu em uma árvore, no muro, o carro rodou e bateu de ré no meu carro. Foi muito rápido, não vi nada”, relatou Alexandre.

Após o acidente, os mototaxistas que perseguiam o motorista, populares e a polícia chegaram ao local da segunda batida. Testemunhas disseram que havia uma segunda pessoa no carro, mas depois da batida ela teria saído e fugido.

Os agentes do Boletim de Ocorrência de Acidente de Trânsito (Boat) sinalizaram o cruzamento para que houvesse fluxo de veículos na via e fizeram a perícia para certificar as causas do acidente. As documentações dos motoristas e veículos estavam em dia.

O motorista que provocou as batidas ficou dentro do carro para não ser agredido. Ele foi guarnecido por policiais militares até a chegada de agentes do Departamento de Trânsito do Pará (Detran), que fizeram o exame do etilômetro (bafômetro) para confirmar a embriaguez ao volante.

Os dois motoristas vítimas permaneceram no local e disseram que o motorista que provocou o acidente terá de pagar o prejuízo dos dois veículos.


Fonte G1 Santarém 


Nenhum comentário