O amor na era digital: casal que se conheceu em grupo de WhatsApp, namora à distância há 3 anos

publicidade

Roni Aires e Amanda Fernandes em jogo do Vasco da Gama no estádio Mané Garrincha, em Brasília (Foto: Roni Aires/Arquivo pessoal)

Foi-se o tempo em que se apaixonar por alguém que conheceu pela internet era visto como algo estranho. Com a vida cada vez mais conectada, nada mais comum que os relacionamentos também começarem pela telinha do computador, celular ou tablet. Foi assim que o casal Roni e Amanda começou a namorar. E para comemorar o Dia dos Namorados, o G1 vai contar essa história de amor.

A distância de mais de dois mil quilômetros não foi empecilho para que o fotógrafo Roni Aires, 26 anos e a estudante Amanda Fernandes, 21 anos, se conhecessem e começassem a namorar. Roni mora em Santarém, oeste do Pará, e a Amanda em Brasília, capital federal.

Roni relembra que em 2014 colocou o contato dele para participar em um grupo no Whatsapp do time do Vasco da Gama, do Rio de Janeiro. O grupo tinha contatos de pessoas de todo o Brasil, inclusive o contato da Amanda. “No início não conversava com ela, sabia que a Amanda tinha um namorado e eu também namorava na época”, contou.

Algum tempo depois, Roni ficou solteiro e a Amanda também, foi o pontapé inicial para que a conversa ‘rolasse’ solta. “Começamos a conversar, sem muito assunto, eu mandava um coração e ela respondia com outro, e depois nos falávamos todos os dias, ela em Brasília e eu, em Santarém”, acrescentou.

Em dezembro de 2014, Amanda terminou o ensino médio, e fez planos para que Roni participasse da sua festa. Ele não conseguiu ir, mas, apaixonado, dizia que queria mesmo era namorar com a brasiliense. Ela, cautelosa, esperou para conhecê-lo um pouco melhor.

Em abril de 2015, Roni foi para Brasília e eles se conheceram pessoalmente. “Ele ficou mais de 20 dias e minha família aprovou o nosso namoro de primeira. Ele se deu super bem com todo mundo e hoje em dia sempre perguntam quando ele vem. Quando ele vai embora é bem triste, mas um dia essa distância vai acabar”, disse Amanda.
O fotógrafo sempre viaja para ver a namorada. “Sempre vou à Brasília no aniversário dela e em dezembro para o Natal ou virada do ano”, contou. Ano passado Roni passou o Natal e o ano novo junto da amada.

Amanda ainda não conhece a família de Roni, e conta como é estar distante do namorado. “Namorar à distância tem que ter muita confiança, seriedade, comprometimento, paciência e ter consciência que machuca muito querer ter a pessoa que você ama do seu lado e não ter quando você mais precisa”, ressaltou.

O fotógrafo diz que não é fácil se relacionar à distância. “É difícil, muito difícil, não estar com ela quando sinto vontade de abraçar, pegar na mão ou mesmo ir ao cinema, esses programas que todo casal faz. Mas a gente sempre fala que para o nosso amor, essa distância é só um detalhe”, afirmou.

Neste Dia dos Namorados, Roni e Amanda vão estar distantes, mas eles prometem um para o outro que o dia vai ser especial. O casal vai completar este mês, três anos de relacionamento à distância, porém com muitos planos para um futuro bem próximo.

Fonte G1 Santarém 


Nenhum comentário