Colisão entre ônibus e van na PA-255 pode ter sido proposital; polícia investiga

publicidade

Um ônibus que faz linha Santana do Tapará a Monte Alegre, no oeste do Pará, bateu em uma Van da empresa Arruda e Silva Transporte - Viação Marte, por volta das 15h desta terça-feira (28). Segundo o proprietário da empresa, a batida teria acontecido propositalmente, pois um motorista da Van havia recebido uma ameaça pela manhã.

A batida aconteceu na PA-255, na comunidade Murumuru. O proprietário da Van, Pedro Arruda, contou que já havia sido agredido fisicamente no sábado (25), pelo proprietário da empresa Expresso Santa Rosa, do ônibus.

De acordo com informações de uma passageira da van, no sábado (25), motoristas do Expresso estavam querendo fechar a passagem do veículo ao longo da estrada, na comunidade. Ao chegar em uma rotatória, um carro preto conseguiu fechar a passagem da van. Um homem desceu do carro, conseguiu abrir a porta da van a socos e agrediu o motorista física e verbalmente.

Pedro Arruda disse que o motorista do ônibus havia ameaçado de jogar a Van para fora da estrada, na manhã desta terça (28). “Em Santana do Tapará, ele disse que ia jogar a Van para fora da estrada, pela manhã, e cumpriu hoje à tarde na vila de Murumuru. Jogou em cima do veículo cheio de passageiros. Por pouco não aconteceu um acidente mais grave”, relatou.

O motorista da Van tentou desviar. Ninguém se feriu. O proprietário já registrou o caso na Delegacia de Polícia Civil de Monte Alegre. O motivo da batida seria pelo fato de os responsáveis pelo Expresso Santa Rosa não quererem que a Van faça o transporte de passageiros no trajeto, porque o preço é mais barato e a empresa não é cadastrada junto à Agência de Regulação e Controle dos Serviços Públicos do Estado do Pará (Arcon).

Segundo Pedro, o Expresso Santa Rosa também não tem a autorização. Ainda de acordo com ele, a empresa Arruda e Silva Transporte - Viação Marte, por ser um transporte alternativo, precisa somente da autorização da Prefeitura. Ele afirma que a Viação possui alvará de funcionamento.

O Expresso Santa Rosa já foi investigado pelo Ministério Público por ações semelhantes contra uma camionete que oferecia o serviço de transporte de passageiros na região, há alguns meses.

O G1 solicitou informações do Departamento Municipal de Transporte (Demutran) de Monte Alegre sobre a regularidade do serviço da Viação e aguarda retorno.

*Com informações de Arney Barreto

Fonte G1 Santarém 


Nenhum comentário