Projeto “Posso Ajudar?” já está disponível para os pacientes do HMS e UPA

publicidade

O Posso Ajudar? é um projeto de estudantes voluntários que estão disponíveis para orientar e auxiliar no atendimento diário das necessidades do paciente e dos acompanhantes durante a permanência no Hospital Municipal de Santarém (HMS) e Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.O projeto foi implantado pelo Grupo de Trabalho em Humanização (GTH) do HMS. 16 estudantes de Psicologia do Iespes e Serviço Social da Unip estarão disponíveis nas Unidades para tirar dúvidas e ajudar os pacientes.

Início do projeto

O primeiro contato do grupo de voluntários com o público das Unidades aconteceu na segunda-feira, 20 de agosto. Todos usavam o colete feito exclusivamente para o projeto. Essa primeira semana de atuação é para eles se capacitarem sobre a rotina do Hospital e UPA. “Em caso de dúvidas dos estudantes, eles vão até a supervisora do projeto e depois passam a informação correta para o paciente ou acompanhante”, esclareceu a assessora de Gestão da Qualidade, Odeise Seixas. Ela é responsável por todos os protocolos de atuação da qualidade no atendimento ao paciente, incluído o GTH.

De acordo com o diretor técnico do HMS e UPA, Itamar Júnior, após a capacitação todos os participantes deverão estar aptos a orientar sobre o fluxo dos usuários nas dependências das unidades, dando eficácia e humanização ao repassar a informação. “Queremos que quem precise de atendimento receba da forma mais atenciosa possível. O Posso Ajudar? estava no plano de gestão desde que começamos a atuar. Agora é uma realidade que no alegranos muito”, disse o diretor.

O projeto tem como base a Política Nacional de Humanização. A direção do HMS e UPA quer fortalecer os vínculos de compromisso e responsabilidade social e isso só será possível através da transformação do ambiente hospitalar, usando como alicerce a acolhida e a escuta.

Como funciona?

Por serem voluntários universitários, eles devem cumprir a carga horário de quatro horas. Serão seis pessoas no HMS e duas na UPA em cada um dos dois turnos. Pela manhã, das 8h às 12h, e pela da tarde, das 14h às 18h. Eles ficarão divididos nas recepções das duas unidades e nos corredores. Os colaboradores estarão com o colete “Posso Ajudar?” fazendo o acolhimento.

Além de possibilitar aos usuários do SUS os esclarecimentos necessários sobre seu tratamento, os voluntários irão desenvolver atividades de entretenimento com os pacientes que estão esperando o atendimento.

O projeto não é só importante para o usuário, mas também para estudante. Eles vão aprender a promover o diálogo, respeitar as diferenças, trabalhar em equipe e, principalmente, compreender a importância de um atendimento acolhedor e de qualidade. Tudo baseado na humanização da atenção em saúde. “A ideia é que no futuro o Posso Ajudar? esteja disponível 24 horas”, finalizou Dr. Itamar Júnior.

RG 15 / O Impacto com informações da Ascom/IPG/HMS/UPA


Nenhum comentário