'Líderes de facções criminosas serão transferidos para o Paraná', diz Helder Barbalho

O governador do Pará, Helder Barbalho, lamentou o episódio ocorrido no Centro de Recuperação Regional de Altamira, ocorrido nesta segunda-feira, 29. A rebelião deixou 57 mortos, sendo 16 decapitados. Em parceria com o Ministério da Justiça, 46 presos serão transferidos.

“Com o apoio do Ministério da Justiça, transferimos mais de 30 líderes de facções criminosas para Catanduvas, no Paraná, agindo de maneira preventiva. Agora, com este episódio ocorrido, continuaremos agindo firmemente para demonstrar o poder do Estado e, acima de tudo, não pactuar com esse tipo de procedimento”, afirmou Helder Barbalho.

No início da tarde, representantes dos órgãos de segurança pública do Pará seguiram para Altamira para acompanhar de perto as investigações. A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe) confirmou que os crimes foram resultado de um confronto entre duas facções criminosas que disputam território dentro da unidade prisional, Comando Classe A (CCA) e Comando Vermelho (CV).

Os líderes do CCA colocaram fogo em uma cela que pertence a um dos pavilhões do presídio, onde ficavam integrantes do CV. Nenhum servidor do órgão foi morto.

Fonte Roma News

Nenhum comentário