Prefeito anuncia que vai advertir Resende Batista por não cumprimento de contrato

Em coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (16), na Prefeitura de Santarém, oeste do Pará, o prefeito Nélio Aguiar anunciou que o contrato de concessão do transporte público firmado pelo município com a empresa Resende Batista Ltda continua valendo, apesar da empresa não ter cumprido as cláusulas dentro do prazo. Nélio não descartou a rescisão do contrato.

Segundo Nélio, a será advertida como prevê a legislação, e a empresa também será punida com a aplicação de multa prevista no contrato, que é de 2% ao dia. O valor total do contrato é de R$ 1 bilhão e 50 milhões. A empresa ainda tem 30 dias para executar o contrato na totalidade.

Em visita técnica à empresa na manhã desta terça-feira, nenhum veículo foi encontrado. O que mostra que a empresa não começará a operar na data prevista.

A Resende Batista Ltda deveria ter apresentado no dia 10 de julho, os 100 ônibus previstos no contrato para a vistoria por parte da Secretaria Municipal de Mobilidade e Trânsito (SMT), para que a empresa assumisse o sistema de transporte público em Santarém a partir do dia 17. Porém, até está terça-feira, nenhum veículo foi apresentado pela Resende Batista.

Congelamento de tarifa

Nélio anunciou também que as tarifas permanecerão congeladas nos valores atuais até a solução do imbróglio. Ventilou a possibilidade de criar um sistema municipal de transporte.


*Esta matéria está sendo atualizada

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário