Susipe confirma mortes em rebelião de Altamira

Desde o início desta segunda-feira, 29, no Centro de Recuperação Regional gerido pela Superintendência do Sistema Penal do Estado do Pará (Susipe), quando internos do bloco A, onde estão custodiados presos de uma organização criminal, invadiram o anexo onde estão internos de um grupo rival, segundo informações da Susipe.

A Susipe confirmou que a confusão já resultou em várias mortes mas o número ainda não foi divulgado. Vários presos foram mortos e dois agentes prisionais foram feitos reféns.

Após a primeira ação que de início ao motim, o o anexo foi trancado e os presos atearam fogo em colchões no espaço. A fumaça invadiu o anexo e por isso, vários presos morreram por asfixia.

O Grupo Tático Operacional da Polícia Militar está no local. A Polícia Civil, a Promotoria e o Juizado de Altamira também estão na unidade participando das negociações para liberação dos reféns. O Batalhão da Polícia de Choque da PM já está no local.

A motivação da rebelião foi briga entre organizações criminosas.

Com a gravidade do ocorrido, já circulam na internet vídeos violentos, como de cabeças decapitadas, sendo relacionados com a rebelião de Altamira. Mas nada disso foi confirmado pela Susipe, que logo mais, estará esclarecendo os fatos e apresentando os números de mortes em uma coletiva de imprensa.

Fonte Roma News

Nenhum comentário