Bolsonaro nega problema com Moro, mas reafirma que é o presidente quem manda na Polícia Federal

publicidade

O presidente Jair Bolsonaro assegura que não tem "problema nenhum" com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, mesmo depois de ter afirmado em público que ele, o presidente é quem manda na Polícia Federal.

"Não tenho problema nenhum com o Moro. Cada hora levantam alguma coisa (contra um ministro). Era Marcelo Alvaro Antonio, era o Onyx também", afirmou neste sábado, 24.

Mas, questionado se Sérgio Moro tem "carta branca" no governo, Jair Bolsonaro destacou que tem "ingerência" em todos os ministérios. "Olha, carta branca...Eu tenho poder de veto. Se não, não sou presidente. Todos os ministros têm essa ingerência minha e eu fui eleito para mudar, ponto final", ressaltou o presidente.

Bolsonaro tem deixado claro nas entrevistas que quem dá as ordens no governo é ele, inclusive, que manda na Polícia Federal, após a decisão de trocar o comando da PF no Rio de Janeiro.

No dia 28 de julho Sérgio Moro se reuniu com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, onde solicitou a revisão da decisão em que restringiu o compartilhamento de relatórios do antigo Coaf , hoje Unidade de Inteligência Financeira (UIF), com os ministérios públicos e a Polícia Federal.

O presidente não gostou da medida e fez declarações públicas e segundo se especula na grande mídia, Jair Bolsonaro decidiu inviabilizar a presença do ministro da Justiça no governo. Os dois já vinham tendo alguns desentendimentos desde o início do ano. O pedido foi a gota d’água. A petição para suspender investigações iniciadas com base em relatórios detalhados do ex-Coaf fora feita pelo advogado Frederik Wassef em nome do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente.

Fonte: OGlobo


Nenhum comentário