Obras do Hospital Materno Infantil retomam na próxima semana

Cumprindo com o compromisso de avançar na saúde do município, o prefeito de Santarém Nélio Aguiar garantiu a retomada das obras do Hospital Materno Infantil (HMI) para a próxima semana após sua intervenção de apoio ao governo do estado para conclusão do projeto. O pronunciamento foi feito na manhã desta quinta-feira (29) durante uma inspeção no local, que contou ainda com a presença dos representantes da CONTARPP.

"Estamos em um momento de muita alegria. Viemos apresentar a estrutura do hospital aos representantes da CONTARPP, empresa vencedora da licitação para a retomada das obras. O resgate contou com o apoio do governador Helder Barbalho por meio da assinatura do convênio de R$ 25 milhões para a conclusão da parte física e compra de equipamentos hospitalares e não-hospitalares, diferente do projeto inicial. O HMI será um grande passo na otimização da saúde de Santarém e de toda a região do Oeste do Pará ", destacou o gestor municipal.

A titular da Secretaria Municipal de Saúde Dayane Lima enfatizou que com a entrega do HMI serão realizados mais de 600 partos por mês. "O hospital vai atender Santarém e mais 19 municípios. Serão vários setores que cuidarão de mães e bebês. O HMI é um marco para a região porque vai melhorar o fluxo e a qualidade no atendimento."
O engenheiro e diretor da empresa responsável pela obra David Caldas, após inspecionar o espaço informou que o prédio está em boas condições estruturais. "Embora parada há algum tempo, a obra está bem conservada. Detectamos que foram furtadas a parte de cabeamento e tubulação e outras estão danificadas, então será necessário uma reestruturação. Agora já sabemos a situação real da estrutura e na próxima semana vamos começar a mobilização", explicou.

Entenda o andamento das obras - Da paralisação à retomada

Em 2012, a Prefeitura de Santarém firmou o contrato nº 057/2012 com a empresa Construtora Centro Minas LTDA (CCM) que tinha um prazo inicial para conclusão de 12 meses, o qual foi prorrogado conforme 2º Termo Aditivo de prazo até dezembro de 2015.

A não conclusão do prazo resultou na expiração do contrato conforme o Termo de Encerramento de Contrato. Do percentual de obra executada, realizou-se 38,59%, correspondendo a R$8.888.487,68.
A obra foi 'herdada' pela atual gestão. Após ter recebido apenas um esqueleto e sem recursos para a continuidade das obras, o prefeito Nélio Aguiar buscou parcerias para tentar retomá-la. Em janeiro deste ano, o prefeito foi a Belém e apresentou à equipe técnica do Governo do Estado o projeto para a conclusão da obra paralisada em aproximadamente 40%.

Após análises, o governador Helder Barbalho acenou positivamente pela parceria e no mês de março, durante a realização do governo itinerante, anunciou o recurso que seria empenhado para a obra: R$ 25 milhões.

Blogdocarpê 

Nenhum comentário