Santarém está no top 10 entre as cidades que mais geram empregos na região Norte

publicidade

Dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) mostra que o resultado de julho foi animador para a economia santarena. O mês fechou com saldo positivo de 201 empregos e colocou o município entre as 10 principais cidades da região Norte, com mais de 30 mil habitantes, que mais geraram empregos, considerando o acumulado dos sete primeiros meses de 2019.

O bom momento econômico e a retomada da geração de empregos em Santarém, contrasta com previsões, ainda tímidas, em nível nacional. De acordo com o Boletim Macro Fiscal, publicado pelo Ministério da Economia, no mês passado, a estimativa de crescimento para este ano é de 0,8%. O Boletim mostra que a recuperação econômica do país, no segundo trimestre de 2019, continua lenta.

Santarém no top 10 do estado e da região Norte

O bom resultado manteve Santarém no top 10 dos municípios paraenses, com os melhores resultados na geração de postos de trabalho, no acumulado de janeiro a julho. Além disso, a "Pérola do Tapajós" entrou no ranking das cidades, com mais de 30 mil habitantes, que mais geraram empregos na região Norte, encontrando-se na 8ª posição. Veja os números:

Saldo de empregos em municípios com mais de 30 mil habitantes - Região Norte
Período: Janeiro a Julho/2019

1 - Manaus (AM): 7082
2 - Parauapebas (PA): 3660
3 - Castanhal (PA): 1000
4 - Palmas (TO): 983
5 - Rolim de Moura (RO): 953
6 - Marabá (PA): 918
7 - Vilhena (RO): 498
8 - Santarém (PA): 441
9 - Jaru (RO): 384
10 - Itaituba (PA): 301

Em julho, o destaque ficou por conta da construção civil. Foram 163 admissões, contra 34 desligamentos e um saldo positivo de 129 empregos. No acumulado do ano, os setores que mais contrataram foram: serviços (230); construção civil (151) e comércio (33). Esse resultado permitiu que Santarém se mantivesse no top 10, entre os municípios paraenses, na 4ª posição, à frente de Itaituba, por exemplo. Veja:

Municípios paraenses com maiores saldos
Período: Janeiro a Julho/2019

1) Parauapebas: 3660
2) Castanhal: 1000
3) Marabá: 918
4) Santarém: 441
5) Itaituba: 361
6) Benevides: 327
7) Redenção: 281
8) Santana do Araguaia: 221
9) Itupiranga: 187
10) Ulianópolis: 181

A recuperação econômica e, consequentemente, a geração de empregos é fruto de um trabalho desenvolvido pela Prefeitura de Santarém, que inclui captação de recursos públicos para a realização de obras, incentivo para que investidores possam instalar novos negócios, além da austeridade em relação aos gastos públicos.

Depois de amargar por dois anos seguidos resultados negativos e desanimadores quando perdeu 425 e 792 postos de trabalho, em 2015 e 2016, respectivamente, o município entrou em 2017 fechando o ano com 652 novos empregos. Em 2018, o saldo foi de 835 e nos sete primeiros meses de 2019 o resultado é de 441.

Fonte Agência Santarém 


Nenhum comentário