Pará já registra 17 mil casos de malária em 2019

Em 2019, mais de 17 mil casos de malária foram registrados no Estado. As regiões mais atingidas são as do Baixo Tocantins, Marajó II e Tapajós. Para assegurar cada vez a redução de casos, a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) realizou na última terça-feira, 27, e na quarta, 28, a 10ª Avaliação do Programa de Controle da Malária no Estado do Pará, no Hotel Beira Rio, em Belém.

O balanço realizado teve como finalidade avaliar e mensurar as ações realizadas pelos municípios prioritários e ajustar algumas ações conjuntas. Segundo o coordenador estadual de Controle da Malária, Cláudio Cardoso, o encontro também teve como finalidade "mostrar o que deu certo em alguns municípios, e o que não funcionou em outros, e divulgar o Plano de Eliminação da Malária nas Américas, instituído pelo Ministério da Saúde".

O coordenador, informou ainda que o índice de casos de doença no estado apresentou, até agora, uma redução de 37% em relação ao mesmo período do ano passado, e que o cenário atual significa uma melhoria importante, já que nos últimos dois anos houve um aumento consecutivo de casos de malária, mas em contrapartida no final de 2018 os casos começaram a ser contidos.

O diretor de Controle de Endemias da Sespa, Jorge Andrade, informou que o órgão trabalha junto aos municípios com apoio à estruturação dos serviços locais de saúde, diagnóstico e, se for o caso, tratamento; Testes rápidos; controle seletivo de vetores e trabalhos de pesquisa em parceria com o Laboratório Central do Estado e Instituto Evandro Chagas (IEC).

Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário