Prefeitura pede autorização para contratar recursos que serão investidos em infraestrutura

O prefeito de Santarém Nélio Aguiar, acompanhado do vice-prefeito José Maria Tapajós e de uma comitiva de governo, protocolou na Câmara Municipal de Santarém, às 18h00min, de hoje, 2, Projeto de Lei que pede autorização ao legislativo santareno para a contratação de uma operação de crédito junto à Caixa Econômica Federal (CEF) no valor de R$ 123 milhões. Os recursos serão investidos em infraestrutura e na modernização do sistema de iluminação pública da cidade. O pedido só foi possível graças às medidas de choque de gestão e ao equilíbrio financeiro, adotados pela administração pública, que possibilitaram a retomada da credibilidade financeira do município de Santarém.
Prefeito Nélio destacou equilíbrio financeiro:

 crédito."Tínhamos trinta obras paralisadas junto à CEF. O Hospital Materno Infantil foi a vigésima nona obra retomada recentemente, priorizamos essa retomada e conseguimos graças ao apoio de nosso governador Helder Barbalho. Agora, está faltando apenas uma obra para resolvermos que são as casas do projeto habitacional do FNHIS (Fundo Nacional de Habitação e Interesse Social), que está travada desde 2008. São obras de governos anteriores que trabalhamos suas retomadas para não perder recursos, para atender a população e para não sermos penalizados do ponto de vista de análise de crédito. Tomamos medidas que nos deixaram aptos a solicitar esse pedido de crédito como a redução de folha, contenção de despesa, trabalhamos receita própria e aumentamos o ISS", explicou o prefeito Nélio Aguiar.

Do valor solicitado pelo Projeto de Lei, R$ 40 milhões serão investidos na modernização do sistema de iluminação pública do município. As lâmpadas atuais serão trocadas por lâmpadas de led, sistema que possibilita economia de 40% no consumo. Dessa forma, o gestor municipal explica que o investimento será autossustentável do ponto de vista econômico, pois vai ser pago por meio da economia de energia no próprio sistema.

"Com essa troca de luminárias antigas pelas modernas de led, o município vai ter uma redução na conta de energia da iluminação pública de cerca de 40%. Como gastamos hoje cerca de R$ 1,2 milhão, a economia será de R$ 400 mil por mês. Várias cidades pelo Brasil estão adotando essa medida, é mais benéfico ao meio ambiente e tem mais alcance e economia", argumentou o gestor.
Vereadores e secretários municipais presentes, além da imprensa santarena.

O restante do valor solicitado, R$ 83 milhões, será investido em obras de infraestrutura, como obras de pavimentação de ruas, drenagem e melhorias em logradouros públicos. O prefeito de Santarém lembrou que o município foi bastante castigado pelo período chuvoso e que os recursos disponíveis para a recuperação e novos investimentos são insuficientes. Ele também ressaltou que os bairros periféricos serão o grande alvo dos investimentos.

"Alguns bairros periféricos sofrem historicamente com a falta de urbanização, que é potencializada pelo inverno amazônico. Os investimentos são altos e têm que ser imediatos. As cidades amazônicas não conseguem levantar recursos, haja vista o atual cenário nacional. Mas, essa recuperação financeira do município de Santarém vai nos possibilitar investir nos bairros periféricos e sanar grande parte desse problema de falta de urbanização", justificou Nélio Aguiar.

O presidente da Câmara Municipal em exercício, vereador Valdir Matias Jr., elogiou a atitude do Poder Executivo de ir pessoalmente àquela Casa de Leis levar e prestar esclarecimentos sobre o Projeto. Ele informou que o Projeto deve passar pela análise técnica das Comissões da Casa e ser levado ao plenário para votação, após seguir o rito previsto pelo Regimento da Casa.

"Elogio a postura do Poder Executivo de vir aqui apresentar e discutir a proposta. Agora, o Projeto segue para análise das Comissões de Infraestrutura e Constituição e Justiça, depois segue para a votação em plenário. Com certeza, a Câmara irá contribuir para a melhoria do município", disse o presidente.

O prefeito Nélio Aguiar estava acompanhado dos secretários municipais Daniel Simões (Infraestrutura), Josilene Pinto (Gestão e Orçamento), Erasmo Maia (Chefe de Gabinete), Diego Pinho (Turismo), Paulo Jesus (Trânsito), Bruno Costa (Agricultura), Luis Figueira (Cultura), Ruy Correa (Planejamento), Dayane Lima (Saúde), além do diretor de saneamento e águas Alexandre Maduro.

Presentes os vereadores Dayan Serique (como líder do governo), Alaércio Cardoso, Alysson Pontes, Jandeilson Pereira, Paulo Gasolina, Antônio Rocha, Maria José Maia, Silvio Neto, Didi Feleol, Tadeu Cunha, Mano Dadai, Jackson do Folclore, Rogélio Gaúcho, André do Raio-X e Ney Santana.

O representa da CEF, Jonatas de Sousa Sanches, também participou do ato de protocolo e prestou informações e esclarecimentos à imprensa santarena presente.

Nenhum comentário