Superintendente do Ibama no Pará é demitido após criticar operações do órgão

publicidade

O coronel da Polícia Militar, Evandro Cunha dos Santos, foi demitido do cargo de superintendente regional do Ibama Pará nesta terça-feira, 10. Uma semana após assumir o novo cargo, a demissão veio à tona horas depois da audiência pública realizada em Altamira, no qual criticou a destruição de maquinário apreendido em operações ilegais na Amazônia.

Na reunião, além de Evandro, estava o secretário de regularização fundiária do Ministério da Agricultura, Nabhan Garcia. Para iniciar as críticas às queimas de máquinas de criminosos ambientais, o ex-superintendente falou que “é um homem de Deus e que homem de Deus não gosta de fogo. Quem gosta de fogo é Satanás”. Para completar, afirmou veementemente que trabalhará “para cessar com a problemática de destruição de patrimônio alheio”. O coronel ainda afirmou que é um soldado e obedece a ordens. “A ordem que recebi foi para parar. Vamos parar isso aí”, finalizou.

Desde 2008, o decreto 6.514/2008 autoriza a destruição de máquinas pelos agentes do Ibama em casos de que a remoção não é viável ou segura. Segundo dados do órgão, apenas 1,67% dos bens apreendidos em operações são destruídos.

Fonte Roma News


Nenhum comentário