Header Ads

STF adia decisão sobre queixa-crime de Wladimir Costa por xingar artistas

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) adiou nesta terça-feira, 26, a decisão sobre o recebimento de uma queixa-crime apresentada contra o ex-deputado Wladimir Costa (SD-PA), que chamou artistas de “vagabundos da Lei Rouanet” em discurso na Câmara dos Deputados.

Letícia Sabatella, Wagner Moura, Glória Pires, Orlando Morais e Sônia Braga foram os artistas que apresentaram a queixa-crime em 2017 acusando o deputado de injuria e difamação. Relembre o momento em que o deputado xingou os artistas.
https://youtu.be/Liq4FK3eet8

O ministro Luiz Fux pediu vista, que é um maior tempo para analisar a queixa. O ministro Luís Roberto Barroso foi favorável ao recebimento da queixa-crime, para a abertura de uma ação penal, na primeira instância da Justiça, já que Wladimir Costa não é mais deputado e por isso perdeu o foro privilegiado no STF.

O ministro Marco Aurélio também divergiu, afirmando que a fala extrapolou os limites protegidos pela imunidade. “Surtou”, afirmou. “Confundiu o auditório da TV com o parlamento”, disse.

Fonte: Globo.

Nenhum comentário