Header Ads




Palácio do Governo também é alvo de buscas da Polícia Federal

A Polícia Federal foi às ruas na manhã desta quinta-feira, 12, para cumprir mandados de busca e apreensão no endereço do vice-governador do Pará, Lúcio Vale (PL) e no Palácio do Governo do estado. A operação também tem outros 25 mandados de busca e apreensão e mandados de prisões.

As buscas da PF no Palácio do Governo têm como objetivo, recolher documentos de Lúcio Vale. Os mandados envolvendo o vice-governador são relacionados a fatos anteriores ao atual mandato dele.

A ordem judicial foi expedida pelo juiz federal de Belém, Antônio Carlos de Almeida Campelo, e visa cumprir dez mandados de prisão preventiva, 26 de busca e apreensão de documentos, além de outros quatro mandados de prisão temporária.
Foto: Juiz federal de Belém, Antônio Carlos de Almeida Campelo, autor da ordem judicial. Foto: Divulgação

De acordo com a decisão do juiz, as prisões são preventivas com prazo de cinco dias e podem ser renovadas. No caso das prisões temporárias, não foi definido data para terminar.

As investigações

Nos anos de 2010 a 2017, mais de R$ 39 milhões foram movimentados por criminosos em recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), e também do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Crimes

• Pagamento de vantagem indevida a agentes públicos;
• Simulação de entrega de merenda escolar;
• Fraude em licitação.

Nota do Governo do Pará

A nota explica que a operação ocorrida na manhã de hoje na casa do vice-governador e na Sede do Governo são de fatos investigados entre 2010 e 2017, portanto, antes do início do governo e sem relação com a vice-governadoria.

O Governo do Estado explica ainda que tem plena confiança no esclarecimento dos fatos e na Justiça.

Fonte Roma News

Nenhum comentário