Header Ads

Santareno Dono de joalheria morre 9 dias após ser baleado durante assalto em Manaus

Manaus - Após permanecer nove dias internado no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, o empresário Antônio Aberomilton Nogueira da Silva, o “Loiro”, de 47 anos, não resistiu aos ferimentos e morreu. Ele foi baleado durante um assalto a sua joalheria, localizada na rua Santo Antônio, bairro Coroado, na zona Leste de Manaus. O crime ocorreu no último dia 22 de novembro.
o dono da joalheria morreu na noite deste sábado em decorrência dos ferimentos | Foto: Reprodução

De acordo com informações coletadas no Instituto Médico Legal (IML), o dono da joalheria morreu na noite deste sábado em decorrência dos ferimentos. A equipe médica informou aos familiares e o corpo foi removido ainda durante a noite. 

Desde o crime, o estado de Antônio era gravíssimo. Na ocasião, um dos criminosos foi morto ao trocar tiros com policiais acionados pela população. Marcos Vinicius Alves Vasconcelos, de 22 anos, foi alvejado por tiro no tórax. Uma mulher, que teria sido a autora do disparo no comerciante, ainda continua foragida. Segundo um funcionário que foi feito refém, a porta tinha uma trava de segurança e, nervoso, o criminoso não conseguiu abri-la. Irritado, ela atirou no dono do empreendimento.

Antônio foi baleado na cabeça e no braço sem ter reagido ao assalto. Ele passou por uma traqueostomia (pequena abertura feita na traqueia, que fica na parte anterior do pescoço, próxima ao "pomo de Adão") e estava internado na Unidade de Trauma Intensivo do Hospital João Lúcio.

A família ainda relatou que o empresário trabalhava na joalheria há mais de 20 anos e que já tinha sido assaltado outras vezes, mas nunca havia sido ferido nas ações criminosas.

Fonte Em tempo 

Nenhum comentário