Header Ads

Motoristas enfrentam atoleiros e muito transtorno na Rodovia Transamazônica

A chuva que cai na região amazônica já causa transtornos para quem precisa dirigir pelas rodovias paraenses. Na rodovia Transamazônica (BR-230), na região do Xingu, no trecho entre os municípios de Uruará e Itaituba, inúmeros atoleiros, causados pela água da chuva, atrasam a viagem de milhares de pessoas.
Filas enormes de veículos se formam na rodovia Transamazônica por causa da situação de descaso na região
O trecho permanece sem asfalto, mesmo com décadas de reivindicação dos moradores da região e também de motoristas de ônibus e caminhão que trafegam pela rodovia. Por causa do atoleiro, muitos veículos passam dias na estrada esperando o tempo melhorar ou uma máquina pesada aparecer e conseguir tirar os que ficam atravessados na estrada atolados.
Muitos veículos precisam ser puxados por trator de tração para conseguir sair do atoleiro
“Tivemos que usar o desvio para chegar de Santarém para Altamira, apesar de liso, tem menos atoleiros e carros passando por lá, conseguimos vencer os piores trechos que estão entre Ruropolis e Uruará” contou Suane Aguiar, moradora de Altamira

Motoristas também relatam que trechos como de Uruará a Placas há veículos parados há dias, por causa dos atoleiros, segundo vários relatos nas redes sociais.

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) informou que deve iniciar serviços de reparos nos trechos mais críticos da BR-230 e que após o período chuvoso deve dar continuidade às obras nos trechos citados.

Fonte: Xingu230

Nenhum comentário