Header Ads


Cursos da UFPA são avaliados pelo MEC e 10 cursos de graduação recebem novas notas

O curso de Jornalismo da UFPA subiu a nota que antes era 3, agora é nota 4
Enquanto os candidatos a calouros deste ano da Universidade Federal do Pará (UFPA) esperam o resultado do Enem 2019 e aguardam o listão da universidade, 10 cursos da Federal paraense acabam de ser avaliados pelo Ministério da Educação (MEC). Jornalismo, Publicidade, Psicologia, Direito, Administração, Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Turismo, Serviço Social e Psicologia tiveram a nova análise de desempenho divulgada nos últimos dias.

Entre os cursos está Psicologia, que foi o mais concorrido no último vestibular da universidade e, dentre os cursos avaliados nesta edição, foi o que obteve o melhor desempenho dentro e fora da UFPA.

Ele recebeu a melhor nota entre os dez cursos da universidade que foram analisados em 2018 e também foi considerado o melhor entre os cinco cursos de graduação em Psicologia sediados no Pará avaliados nesta edição pelo governo federal. (Veja aqui o vídeo sobre o curso de Psicologia da UFPA).

A avaliação do MEC emite notas de 1 a 5 aos cursos de graduação de Instituições de Ensino Superior públicas e privadas. Um dos principais parâmetros para esta análise é o resultado do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) e também dados sobre a qualificação dos professores e a organização administrativa dos cursos. Na edição 2018 foram analisados 123 cursos sediados no Pará pertencentes a 33 instituições, sendo cinco delas públicas.

Os dados divulgados pelo Ministério da Educação no último mês de dezembro apontam os cursos de Direito, Psicologia e Jornalismo com conceito 4, ou seja, estas são graduações consideradas “acima da média”.

Emmanuel Tourinho, reitor da UFPA, ressalta que os cursos de Psicologia e Serviço Social “subiram de nota” e passaram de “3” para “4” na avaliação do MEC. Mesmo os cursos que se mantiveram com a nota 3 registraram aumento e bom desempenho na avaliação. “As notas são arredondadas para padronização, mas vemos todos os cursos avaliados estão melhores do que estavam em 2015, quando foram avaliados da última vez”.

Outro bom resultado

Embora não seja oficial, o ranking universitário da Folha (RUF), divulgado desde 2012, também divulgou recentemente a avaliação das universidades públicas e privadas brasileiras. Por esta métrica, a UFPA também é considerada acima da média, e recebeu nota 4, no ranking que vai de um a cinco. Por isso, aparece como a 29ª melhor Instituição de Ensino Superior brasileira.

Entre os critérios que o RUF utiliza para avaliar as universidades estão a qualidade do ensino de graduação, a produção de pesquisas, a inovação tecnológica, o grau de internacionalização e a inserção dos formados no mercado de trabalho.

Dos cinco itens, em dois a UFPA teve um crescimento importante. No quesito “inserção no mercado de trabalho”, é considerada a 25º melhor universidade do país, ou seja, quem tem um diploma da UFPA tem mais chances de conseguir se inserir no mundo do trabalho. Além disso, é a 17ª universidade mais inovadora do Brasil.

“A UFPA é a maior instituição de pesquisa, ensino e extensão da Amazônia e uma das maiores do país. Suas atividades estão concentradas em uma região que é complexa, única e importante para todas as nações”, comenta Emmanuel Tourinho. “Essa avaliação, mesmo não oficial, indica que a UFPA tem alcançado excelentes resultados, apesar de um cenário externo muito adverso e de um financiamento que aprofunda assimetrias regionais, especialmente, mas não apenas, na atividade de pesquisa”.

Fonte: Ascom/UFPA

Nenhum comentário