Header Ads




Responsáveis da 'Bolada Show de Prêmios' são denunciados à Justiça Federal por sonegação de R$ 1 milhão em tributos

Jefferson do Espirito Santo acusado de sonegação (foto Blog do Jeso)


O Ministério Público Federal (MPF) denunciou os responsáveis pela empresa Bolada Show de Prêmios por crime contra a ordem tributária. A denúncia foi oferecida à Justiça Federal em Santarém, no oeste do Pará, nesta quinta-feira (30).

Na denúncia, o MPF registra que entre 2012 e 2015 a empresa distribuiu mais de R$ 3 milhões em prêmios no oeste do Pará sem autorização da Caixa Econômica Federal e sem recolhimento de R$ 1 milhão em tributos.

Além de não declararem os rendimentos da empresa no imposto de renda, sonegando R$ 735 mil, os acusados deixaram de recolher outros R$ 337 mil em impostos da Contribuição Social sobre o Lucro Líquido.

Caso condenados, os empresários podem ser punidos com até cinco anos de reclusão, além de serem obrigados a pagamento de multa. O MPF também pediu à Justiça que eles sejam obrigados a devolver aos cofres públicos quantia equivalente ao total dos tributos sonegados.

Apesar de a empresa ter sido registrada apenas no nome de Nalzira do Socorro da Silva, o MPF apresentou na denúncia uma série de provas que confirmam que a administração do empreendimento era feita pelo então marido de Nalzira Silva, Jefferson Altamir Gonçalves do Espirito Santo.

“A autoria e a materialidade do crime estão devidamente comprovadas no procedimento fiscal, principalmente pelos cálculos de débito apresentados pela Receita Federal, bem como pelos recibos e notas fiscais que comprovam que a empresa investia altos valores em divulgação na rádio e na televisão dos sorteios irregulares que promovia”, destacou na ação, o procurador da República Camões Boaventura.

Até a última atualização desta reportagem, o G1 não havia conseguido contato com a defesa de Nalzira Silva e Jefferson do Espirito Santo.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário