Header Ads




Governo do estado fala sobre primeiro caso de coronavírus no Pará. Acompanhe!

Representantes do Ministério da Saúde e do Governo do Pará se reunem nesta quarta-feira, 18, em Belém, para tratar sobre as medidas que o estado está tomando para o combate do novo coronavírus. No encontro o Governador do Estado do Pará, Helder Barbalho, comentará também sobre o primeiro caso de coronavírus no estado.

O ministro da Saúde, Luiz Mandetta, participa do encontro, mas por videoconferência.

MEDIDAS

Na última terça-feira, 18, o governador Helder Barbalho, publicou em Diário Oficial extraordinário, as medidas preventivas, que o governo está preparando e reforçando para o combate da disseminação do vírus no estado.

Entre as decisões anunciadas estão:
Preços álcool em gel – Será fiscalizado pela Polícia Militar e Procon (serviço de proteção ao consumidor), a oferta de álcool em gel no Estado, para combater a abusividade dos preços. A venda de álcool em gel será restrita para até três frascos por cliente.

Transporte coletivo - Recomendação de que empresas de transporte coletivo, tanto terrestre quanto hidroviário, deverão dispor de produtos de higiene para os passageiros, podendo perder a concessão pública caso desobedeçam à determinação.

Servidores – No âmbito da segurança pública foi determinada a suspensão imediata de férias e licenças de todos os servidores nas áreas essenciais (com exceção de servidores que estejam no exterior).

Educação – Foi decretada a suspensão de aulas na rede estadual de ensino a partir desta quarta-feira, 18, para o ensino fundamental e médio, escolas tecnológicas e Universidade do Estado do Pará (Uepa). A medida tem vigência até o dia 31 deste mês, quando será avaliada a necessidade de estender esse prazo. Apesar disso, as escolas continuarão com alguns serviços à disposição dos alunos, como a oferta de merenda escolar.

Saúde – A estratégia preventiva de ter à disposição da rede pública de saúde do Estado mais 23 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), exclusivos para pacientes graves de Covid-19, se caso for necessário. Três leitos exclusivos já estão instalados na capital paraense, e o Ministério da Saúde deve ofertar ao Pará (que possui 4% da população brasileira), 20 leitos com respirador, monitor multiparamétrico, bombas de infusão e oxímetros, divididos em lotes de 10 leitos cada. Uma estrutura que se somará às já existentes na rede pública, e que será móvel, podendo ser instalada em qualquer Hospital Regional do Estado.

Futebol – Esta restringido a realização de eventos com mais de 500 pessoas. As duas próximas partidas do Campeonato Paraense ocorrerão com os portões fechados, sem público, apenas com cobertura e transmissão televisiva.

Empreendedorismo – O Estado apresentará na semana que vem uma proposta de concessão de crédito empresarial para microempresas e pequenos empreendedores individuais (MEIs), com o objetivo de fomentar e fortalecer esse segmento, que pode ser afetado com as mudanças de comportamento dos consumidores no contexto atual.

Atendimento – As Unidades Básicas de Saúde (UBS) são o primeiro lugar a procurar caso haja algum sintoma do novo Coronavírus. Os sinais e sintomas são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado (febre, tosse e dificuldade de respirar).

Fonte Roma News 

Nenhum comentário