Header Ads




Por precaução, funcionário da MRN com sintomas gripais e três familiares são colocados em isolamento

isolamento domiciliar por precaução. Ele viajou de São Paulo a Porto Trombetas no dia 02 de março, e apresentou sintomas de gripe. A empresa decidiu adotar o protocolo de saúde relacionado ao coronavírus.

De acordo com nota emitida pela MRB, a família do funcionário recebe duas visitas diárias por profissional de saúde treinado e utilizando-se dos equipamentos de proteção adequados. O resultado do teste será conhecido no decorrer da semana.

Suspensão de atividades

Também por precaução, a Diretoria Executiva da MRN determinou a imediata suspensão de diversas atividades internas e na comunidade de Porto Trombetas, durante o período de uma a duas semanas.

Os estabelecimentos educacionais (escola e creches) deverão paralisar as aulas, conforme adotado em diversas cidades pelo país, no período de 16 a 20 de março de 2020. A mesma medida vale para o Clube MEC e todas as suas modalidades esportivas.

As equipes administrativas da MRN e contratadas deverão trabalhar em casa, em regime de "home office", a exemplo da decisão da Vale, desde a última sexta-feira, 13, e de outras empresas em todo o mundo.

Já as áreas operacionais manterão sua rotina. Casos excepcionais serão tratados pelos líderes da operação com seus empregados diretos.

A empresa determinou também o imediato cancelamento de eventos, reuniões e DDS em locais fechados, viagens e treinamentos externos, recebimento de consultores e visitantes, pelas próximas duas semanas, até o dia 29.

Acesso restrito a Porto Trombetas

Como medida de segurança, até o fim do mês de março, o acesso de pessoas ao distrito de Porto Trombetas por meio fluvial, terrestre e aéreo será fechado. Casos excepcionais serão tratados individualmente. Ciente do possível impacto desta ação, a empresa já elaborou estratégias e oferecerá o devido suporte a empregados residentes que estejam em férias, tratamento fora de domicílio (TFD) e viagens a serviço.

No caso de trabalhadores do regime de turno, em suas saídas e retornos de folgas, a MRN também estudou alternativas e tratará diretamente com as lideranças, empregados dessas equipes e o Sindicato.

De acordo com a MRN, o acesso restrito a Porto Trombetas será aplicado somente a pessoas. A medida não impactará na logística e entrega de objetos, suprimentos e mantimentos no distrito. Portanto, não há risco de desabastecimento.

Mudanças na rotina

A mineradora reforça as orientações quanto aos cuidados que deverão ser adotados por todos os moradores e frequentadores da vila de Porto Trombetas: evite qualquer atividade com aglomeração de pessoas em ambientes fechados, como festas e atividades religiosas.

Em ambiente aberto, deve-se evitar também qualquer atividade que gere um contato físico ou mais próximo que 1m entre as pessoas. No ambiente hospitalar, deve-se evitar ao máximo expor crianças, idosos ou qualquer pessoa como acompanhante ou paciente, se não houver necessidade, de fato.

"Informe-se sobre prevenção de contaminação e higienize suas mãos correta e frequentemente. Apesar de preocupante, a empresa orienta que não é necessário pânico e que todas as medidas adotadas refletem a preocupação com o bem-estar dos seus colaboradores", ressaltou a MRN em nota.

Porto Trombetas

Porto Trombetas é um distrito industrial do município de Oriximiná, oeste do Pará, administrado pela Mineração Rio do Norte, a maior produtora de bauxita do Brasil (matéria prima do alumínio). Está distante a cerca de 2h de lancha, da sede do município de Oriximiná, e a cerca de 6h de lancha, de Santarém.

O distrito possui alojamentos e casas ocupados por empregados diretos e indiretos da mineradora, parte deles com seus familiares. São mais de 6500 moradores. O Hospital de Porto Trombetas, classificado como para atendimentos de baixa complexidade, dispõe de 14 leitos.


Por G1 Santarém 

Nenhum comentário