Header Ads




Porto de Oriximiná é monitorado pela Vigilância de Saúde durante período de emergência

O Porto Hidroviário de Oriximiná, no oeste do Pará, é monitorado pela Vigilância Sanitária. O trabalho se estenderá durante todo período de emergência decretado pela prefeitura por conta do novo coronavírus. A medida foi adotada na sexta-feira (20) e prevê o monitoramento das embarcações que fazem viagens intermunicipais.

De acordo com o coordenador da Vigilância Sanitária, Gabriel Givone, o objetivo é passar informações à população para que possam unir forças na prevenção ao novo coronavírus. Foi criado um cronograma de visitas nas embarcações, onde a equipe estará de segunda a sábado monitorando chegadas e partidas no porto da cidade em embarcações intermunicipais e até interestaduais.

"Caso haja a identificação de algum passageiro com os sintomas do coronavírus, faremos a notificação com a adoção de todas as medidas de segurança para não causar pânico na população", destacou.

O monitoramento das embarcações será realizado pelo período de 90 dias, enquanto permanecer vigente o Decreto Municipal de Situação de Emergência que entrou em vigor na quarta-feira (18).

Na quinta-feira (19), a diretoria de Vigilância Sanitária realizou uma reunião com proprietários das embarcações com sede no município para informar sobre essa iniciativa. Na reunião, também foi solicitado o reforço nas ações de limpeza, bem como a disponibilidade aos tripulantes e passageiros de materiais de higienização.

"Tratamos muito sobre a importância da higiene das embarcações e pedimos para que disponibilizem sempre nos lavatórios os produtos para assegurar higiene pessoal como sabonete líquido, papel toalha e um informativo de como higienizar as mãos corretamente. Também orientamos sobre os procedimentos que devem ser adotados caso seja identificado alguém com a enfermidade", ressaltou Gabriel.

Segundo o coordenador, participaram da reunião representantes de três embarcações que apoiaram a ação. Por isso, foi decidido que é preciso abraçar a causa na prevenção desta doença. Além da equipe de saúde, as ações contam com o apoio da Polícia Militar.

"Pedimos à população para não se assustar com a triagem que será feita pela Vigilância Sanitária, que colaborem e não se omitam porque tudo o que será feito é para garantir segurança à população", orientou Durvalina Souza, proprietária de um ferryboat que faz linha para Santarém.

Fonte G1 Santarém 

Nenhum comentário