Header Ads




Adiantamento de parcela do 13º salário vai injetar R$ 441 milhões na economia do Pará

A partir desta sexta-feira, 24, aposentados e pensionistas começam a receber o pagamento adiantado da primeira parcela do 13º salário, como estabeleceu o Governo Federal, devido à pandemia do novo coronavírus. Só no Estado do Pará, a medida deve injetar mais de R$ 441 milhões de reais.

O Pará é o Estado da Região Norte que ficará com quase metade de todos os recursos destinados para a região, cerca de R$ 913 milhões de reais, isso porque 700 mil beneficiários paraenses serão pagos, segundo aponta um balanço do Dieese-PA, com base em informações oficiais do Ministério da Economia e da Secretaria de Previdência.

O valor destinado para ser dividido entre os sete estados da Região Norte é de R$ 913.575.947,05. Deste total, o Pará vai começar a receber a partir desta sexta, cerca de R$ 440.818.053,17 correspondendo a cerca de 48,25% de todo o montante que entrará na economia da região.

Em todo o Brasil o adiantamento da primeira parcela do 13º Salário para o grupo, vai alcançar mais de 30 milhões de beneficiários, com um montante a ser injetado na economia estimado em mais de R$ 23 bilhões.

Pagamento adiantado

O 13º Salário de 2020 foi antecipado com o objetivo de amenizar os impactos econômicos causados pela crise instaurada com a pandemia do novo coronavírus.

Segundo o Dieese PA, a maior parte destes recursos da primeira parcela do 13º Salário irá diretamente para o consumo, trazendo com isso uma pequena contribuição a economia de todo o Estado.

Esta é a 14ª vez que a Previdência antecipa o pagamento da primeira parcela do benefício. No ano passado o início do pagamento se deu no mês de agosto, com o segundo pagamento em novembro.

Excepcionalmente neste ano, as duas parcelas serão antecipadas. A segunda está prevista para o fim do mês de maio.

Fonte Roma News

Nenhum comentário