Header Ads




Apenas 52,5% dos paraenses estão respeitando o isolamento social, diz Governo

Em coletiva realizada no final da tarde desta quarta-feira, 8, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), anunciou as medidas adotadas pelo Estado no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus.

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Pará já contabiliza seis mortes, 165 infectados e 135 casos em investigação. Ao total, 1.135 casos foram descartados.

Acompanhe as ações anunciada pelo governador, Helder Barbalho:

Monitoramento

Há duas semanas, o Estado vem monitorando em quais cidades as pessoas estão cumprindo o decreto que dispõe sobre o isolamento social. Na última segunda-feira, 6, o relatório apontou que apenas 40% da população estava em isolamento. O Pará ocupava o 20º lugar entre os 27 Estados do país. No relatório de ontem, 7, o Pará saltou para o 15º, com 52,5%.

O Governo apelou ainda às pessoas que usem máscaras e faça a sua proteção pessoal ao sair de casa.

Igrejas

O Governo do Estado reuniu, nesta quarta-feira, 8, com lideranças evangélicas para esclarecer as medidas do decreto e também pedir a colaboração no processo de isolamento social.

Hospital de campanha


Na noite de hoje, a partir das 19h, estará aberto o chamamento para trabalhar no hospital de campanha de Marabá. As inscrições podem ser feitas através da internet. Os interessados devem enviar currículo por email: rhps.hospcampanha.maraba@gmail.com

Os hospitais serão entregues nas seguintes datas: Belém, dia 10; Marabá, dia 13; Santarém, dia 16 e Breves, no dia 17.

O Governo esclarece que os hospitais de campanha não vão funcionar com pronto socorro. A orientação é, em caso de sintomas severos, devem procurar a unidade básica de saúde. Em caso de necessidade de internamento, os pacientes serão encaminhados aos hospitais de referência.

Videoconferência

A empresa Suzano informou que não vai demitir seus 800 funcionários e vai antecipar os 50% referente ao décimo terceiro salário.

Detento

O Pará confirmou o primeiro caso de detendo com covid-19 no sistema penal. O interno é do sistema semiaberto e foi atestado há 14 dias com o vírus. Por conta das suas boas condições, ele vai ficar 45 em casa para tratamento. Ele ficará em prisão domiciliar, usando tornozeleira eletrônica.

Para tranquilizar às famílias de outros internos, o paciente quando apresentou os sintomas, ficou logo em isolamento com assistência adequada.

O Governo suspendeu as visitas e vetou a liberação dos internos durante o feriado prolongado da Semana Santa.

A partir de amanhã, os presos vão fazer a marcação em paradas de ônibus, para orientara a população e evitar aglomeração.

Fonte Roma News

Nenhum comentário