Header Ads




Covid-19: Prefeitura e Governo do Estado iniciam acolhimento de pessoas em situação de rua

Autoridades e voluntários reunidos na manhã desta segunda-feira (06) para acolher pessoas em situação de rua.

O acolhimento iniciou na manhã desta segunda-feira (06), na sede do São Raimundo Esporte Clube - Panterão. O espaço foi preparado com uma grande equipe para que o processo acontecesse dentro da normalidade.

Dezoito pessoas em situação de rua foram acolhidas seguindo todo o procedimento que já é adotado pela equipe do Centro Pop Dom Lino Vombommel. Ao chegar no espaço, os usuários deixaram seus pertences para serem guardados, todos identificados, passaram pela revista, foram orientados sobre a maneira correta da higienização das mãos, tomaram banho, café, e passaram por testes rápidos realizados pela equipe do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), da Semsa, e da Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESPA) .

Os acolhidos terão atividades diárias incluindo esclarecimentos sobre os cuidados básicos sobre higiene e saúde em prevenção à Covid-19.
O prefeito Nélio Aguiar, o secretário do Centro Regional de Governo do Oeste, Henderson Pinto e equipe, Defesa Civil, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, servidores da Assistência Social, Saúde, voluntários da Arquidiocese de Santarém e demais cidadãos engajados, acompanharam o momento de acolhida.

A usuária Meirilane Magalhães Alfaia, de 60 anos, natural de Manaus, contou que vive há 14 anos na região entre idas e vindas em situação de rua. Ela já frequentava o Centro Pop Dom Lino Vombommel e foi uma das acolhidas no espaço nessa manhã e destacou a oportunidade de passar por essa medida.

"Maravilhoso poder ficar aqui, assim ficarei longe dessa contaminação. Eu não assisto televisão e as pessoas me falaram sobre o vírus e fiquei muito preocupada", disse.
Meirilane Magalhães enaltece a iniciativa do Poder Público com a população mais vulnerável.

O padre Alessandro Miranda, da Arquidiocese de Santarém, foi convidado a fazer um momento de oração para a equipe e usuários. Alessandro observou que a Arquidiocese representando preocupa-se com a situação das outras pessoas que vivem em situação de rua.

"Para nós, Igreja eles são irmãos, uma categoria teológica, o que para nós é uma experiência mística de encontro com Cristo e é por isso que estamos aqui juntos, nesse momento de unirmos as forças pelo mesmo ideal".
Nesse momento, o serviço voluntário é muito importante, por isso, a técnica de Enfermagem Rosineide Valente, foi oferecer seu apoio. Ela afirmou que tem acompanhado as informações sobre o acolhimento e acredita que pode ajudar nesse processo.

O titular do Centro de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto, ressaltou a importância a esta ação é um compromisso do estado, que cumpre seu papel com a população que está em situação de vulnerabilidade social.
Nélio Aguiar: "Sabemos dos riscos que essa população mais vulnerável enfrenta".

O prefeito Nélio Aguiar observou que este é um grande desafio, mas que o trabalho em equipe e com importantes parcerias irá atingir o objetivo. "Uma medida importante no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Sabemos dos riscos que essa população em situação de rua vivencia e, por isso estamos os acolhendo para evitar a contaminação, essa medida tenta minimizar os efeitos da pandemia".
Titular do Centro de Governo do Oeste do Pará, Henderson Pinto, em contato com o governador Helder Barbalho.

De acordo com a coordenadora do espaço, Glaucya Fiori, a partir desta terça-feira (07) a equipe do Serviço Especializado em Abordagem Social irá até as pessoas em situação de rua as convidando-as para o acolhimento.

Blogdocarpê com informações Agência Santarém 

Nenhum comentário