Header Ads




Governador anuncia chegada de 15 mil testes rápidos de Covid-19 para profissionais da saúde do Pará

O governador do Pará, Helder Barbalho, anunciou durante entrevista coletiva nesta terça-feira (7) a chegada de mais de 15 mil testes rápidos para a Covid-19 no estado. Segundo o governador, os exames serão distribuídos inicialmente para profissionais de saúde, que trabalham no tratamento da doença.

“Acabamos de receber 15 mil testes rápidos do coronavírus. Eles já começaram a ser distribuídos. A, inicialmente, serão os profissionais de saúde. Iniciamos a distribuição para hospitais, no esforço para todos estarem munidos de condições de salvarem as pessoas”, afirmou Barbalho.

ATÉ O MOMENTO, O PARÁ POSSUI 154 PACIENTES CONFIRMADOS PELO NOVO CORONAVÍRUS (SARS-COV-2), COM CINCO ÓBITOS REGISTRADOS. OUTROS 98 CASOS SEGUEM EM ANÁLISE E 1135 FORAM DESCARTADOS.

No entanto, o Barbalho explicou que os testes rápidos não possuem a eficácia necessária. De acordo com o governador o teste só terá 100% de eficácia se for realizados em pacientes doentes há 7 dias. Esse tempo representa metade do ciclo viral do novo coronavírus (Sars-CoV-2) que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) é cerca de 14 dias.

“Os testes rápidos devem ser usados com cautela. Eles só tem 100% de eficácia se o paciente tiver a partir de 7 dias do ciclo viral. É muito perigoso a gente ficar ai aleatoriamente fazendo teste. O exame pode testar um falso negativo e a pessoa ficar circulando por ai infectado, contaminando outras pessoas”, explicou Barbalho.

Por conta disso, o Governo vai adotar um procedimento especial para a aplicação dos exames. O novo teste será realizado apenas no oitavo dia de sintomas. Caso a pessoa testada apresente resultado positivo, a pessoa diagnosticada deve permanecer em casa até o fim do ciclo do vírus. Caso o resultado seja negativo, a Secretaria de Saúde do Pará (Sespa) vai realizar outro teste, para validar o resultado do anterior.

Protocolo para enterro de contaminados

Durante o pronunciamento, o secretário de Saúde, Alberto Beltrame, informou que a Sespa aprovou um protocolo para a realização de velórios e enterros de pessoas mortas pela Covid-19. Entre os principais pontos estão o lacre da urna funerária e desinfecção do corpo.

Veja os itens do protocolo:

Tamponamento do corpo

Cobertura com tecido

Cobertura com dois meios plásticos

Urna funerária lacrada e desinfectada.

Além disso, a recomendação é que os velórios sejam rápidos, de poucos minutos, e com até 10 pessoas presentes.

Fonte Blog do Bacana 

Nenhum comentário