Header Ads




Governador do Rio, Wilson Witzel, cria nova secretaria e vai convidar Moro para comandar pasta

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC), não deixa de fazer política. Na sexta-feira, 24, após os pronunciamentos do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Witzel informou que formalizará, ainda neste sábado, 25, o convite para que Moro assuma a nova Secretaria Estadual de Justiça, que será criada especialmente para ser comandada pelo ex-ministro.

Para contar com a presença de Moro, o governador não vê problema em criar uma pasta, mesmo em meio à já declarada dificuldade financeira pela qual os cofres do estado passam. "Ele faria a integração entre os órgãos estaduais e federais, que hoje cabe a mim, e teria o seu espaço político para seguir atuando", justifica.

Já em relação a supostos crimes de responsabilidade cometidos por Bolsonaro e apontados por especialistas a partir das acusações de Moro, Witzel adota cautela, mas se coloca contra um eventual processo de impeachment. “O momento é difícil, mas, no meu entender, (um impeachment) seria prejudicial à nossa situação econômica”, disse ele.

Na ocasião, Witzel disse ainda que não sabia dos termos contratuais de algumas das compras feitas pelo governo durante o estado de emergência, nas quais foram apontadas irregularidades. "Não sei quem contratou, como foi feito o procedimento", reconhece.

Fonte: UOL/ Roma News

Nenhum comentário