Header Ads




Moradores na Colômbia são presos pelos pés após desrespeitar quarentena



A prefeitura Municipal de Tuchín, na Colômbia, foi obrigada a tomar decisões mais severas aos moradores que desrespeitam as regras de isolamento social, decretadas em virtude da pandemia do novo coronavírus. A autoridade local, sancionou uma lei que é tradição dos povos indígenas.
Nesta ocasião, o cidadão que for flagrado passeando pelas ruas sem autorização, desobedecendo à quarentena obrigatória, será detido, e colocado numa estrutura de madeira preso pelos pés em uma praça pública da cidade, para que sirva de exemplo aos demais.

De acordo com o prefeito da cidade Alexis Salgado, apesar de não utilizada há alguns anos, a medida é prevista em lei e já fazia parte da tradição do povo indígena Zenú, da qual a população de Tuchín é descendente.

Ele explica que a aplicação desse tipo de sanção permite que os moradores mantenham sua identidade. Ainda segundo ele, após a determinação da aplicação do castigo, os resultados foram favoráveis e o tráfego de pessoas nas ruas diminuiu. "Se impusermos uma sanção econômica, a grande maioria não terá como pagá-la, mas se recorrermos a essas práticas típicas de sua cultura, as estamos fazendo com que cumpram as leis e mantenham vivas suas tradições.

Para reforçar a segurança no município, o prefeito, aumentou as frotas da Polícia, Guarda indígena e conta com o apoio do Exército local.

Fonte: Epoca

Nenhum comentário