Header Ads




Moro diz que permanência do diretor da PF nunca foi utilizada como troca para sua nomeação ao STF

Em uma publicação no Twitter, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, respondeu a afirmação do presidente Jair Bolsonaro, de que Moro aceitaria demissão do ex-chefe da Polícia Federal, Maurício Valeixo, após sua nomeação para o Supremo Tribunal Federal.

“A permanência do Diretor Geral da PF, Maurício Valeixo, nunca foi utilizada como moeda de troca para minha nomeação para o STF”, disse ele.

Segundo Moro, se esse fosse o seu objetivo, ele teria concordado com a substituição de Valeixo na quinta-feira, 24, quando o presidente reuniu com o agora ex-ministro para informar a exoneração do diretor da PF.

O comunicado do presidente Jair Bolsonaro ocorreu no final da tarde desta sexta-feira, 24. Ele respondeu as acusações de interferência do governo federal na Polícia Federal, feitas por Moro em coletiva na manhã de hoje, quando ele informou sua demissão.


Em uma outra publicação na mesma rede social, Moro disse ainda que "Maurício Valeixo estava cansado de ser assediado desde agosto do ano passado pelo Presidente para ser substituído" e negou que tinha sido informado da demissão.

Fonte Roma News

Nenhum comentário