Header Ads




Pessoas voltam às ruas no fim de semana e taxa de isolamento no Pará cai para 51,68%

São João do Araguaia, no sudeste do Pará, apresenta melhor índice: 71,5%
A Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social do Pará (Segup), divulgou neste domingo, 12, o índice de isolamento social da população paraense. No sábado, 11, o Pará ocupou a 13ª posição no ranking nacional, com taxa de 51,68%.

Nos 144 municípios paraenses, a maioria apresentou a coloração amarela, variando entre 51% e 56%, e menos de 10 municípios, apresentaram a coloração verde, apontando os melhores colocados na recomendação de ficar em casa, exibindo uma porcentagem acima de 66%.

De acordo com a pesquisa, os cinco melhores índices de isolamento foram apresentados nos municípios de São João do Araguaia (71,5%), Limoeiro do Ajurú (70,5%), Pau D’Arco (69,5%), Tracauateua (68,7%) e Chaves (68,7%). Ou seja, os locais onde as pessoas passaram mais tempo em casa, respeitando a quarentena.

Em contrapartida, as cidades de Curuá (31,2%), Abel Figueiredo (34%), Nova Esperança do Piriá (39,2%), Tomé-Açu (40,9%) e Bagre (41,2%) registraram os piores índices, o que significa que a população local não respeitou a recomendação de ficar em casa.

Em Belém, o índice registrado foi de 52,8%. O levantamento inclui os distritos da capital paraense, e os bairros com as maiores taxas de concentração em casa foram: Praia Grande (73,1%), Águas Lindas (70,6%) e Castanheira (65,1%).

Já os bairros onde as pessoas desobedeceram à recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram: Pratinha (26%), Brasília (38,7%) e Maracangalha (39,5%).

Por Roma News 

Nenhum comentário