Header Ads




Procuradoria Geral da República pede autorização ao STF para investigar denúncias de Sergio Moro

Ex-ministro revelou que presidente Bolsonaro tentou interferir na Polícia Federal
A Procuradoria-Geral da República (PGR) solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) a instauração de inquérito para apurar as acusações feitas pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), tentou interferir nas investigações da Polícia Federal.

Na investigação, a PGR pretende ouvir Sergio Moro para esclarecer os fatos narrados por ele na coletiva de imprensa e verificar as provas das acusações feitas pelo ex-ministro.

Moro fez a revelação durante discurso de despedida do cargo na manhã desta sexta-feira, 24, após informar também, que Bolsonaro admitiu ao próprio ministro em reunião na quinta-feira, 23, que a indicação para o novo nome da PF seria política.

A PGR quer esclarecer se houve a prática de crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de justiça, corrupção passiva privilegiada, denunciação caluniosa e crime contra a honra. “A dimensão dos episódios narrados revela a declaração de Ministro de Estado de atos que revelariam a prática de ilícitos, imputando a sua prática ao Presidente da República, o que, de outra sorte, poderia caracterizar igualmente o crime de denunciação caluniosa”, escreveu o procurador-geral Augusto Aras.

Fonte: Veja/ Roma News 

Nenhum comentário