Header Ads




55,22% dos paraenses ficaram em casa no último dia de lockdown. Número segue abaixo do recomendado

O Pará alcançou o índice de 55,22% da população em casa neste domingo, 25. Com isso, o estado chegou a sétima colocação no ranking nacional de isolamento social. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup). 

O domingo foi o último dia de lockdown, medida que proíbe a circulação de pessoas e suspende serviços não-essenciais, que teve início no dia 7 de maio. Segundo o próprio governo, no entanto, poucas pessoas aderiram às restrições, mesmo sob pena de multa. Ao longo de 18 dias, os únicos em que o Pará registrou mais de 50% das pessoas em casa, foram: dia 10 (54,95%), dia 11 (51,32%), 12 (50,11%), 16 (51%), 17 (57,12%) e 24 (55,22%).

Os números são menores que os registrados anteriormente ao decreto de lockdown. No início de maio por exemplo, no dia 3, o estado chegou a 64,34%. Um mês antes, em 5 de abril, o isolamento atingiu 64,6%. Todas os estados brasileiros estão muito abaixo do recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), que indica o mínimo de 70% de isolamento para que se possa reduzir o número de casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus.

Nesse período, 5.564 multas foram aplicadas, destas 5.430 foram para pessoas físicas e 134 para pessoas jurídicas, que foram identificadas circulando em vias públicas sem necessidade comprovada.

O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, afirma que o fim do lockdown, não significa o fim da necessidade do isolamento. "A gente precisa ter um controle coletivo. O problema da pandemia não está resolvido. Temos que ter cautela, responsabilidade em favor da vida. Vamos fazer o possível pra ficar em isolamento. Quem puder, fica em casa. Quem tiver de sair, usa máscara e álcool em gel", disse nas redes sociais.

Municípios

De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento foram nos municípios de Bagre (76,9%), Anajás (76,1%) e Tracuateua (66,7%). Já os municípios que mais desobedeceram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram: Palestina do Pará (37,5%), Bom Jesus do Tocantins (37,8%) e Abel Figueiredo (40%).

Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Val de Cães (75%), Aeroporto (73,9%) e Maracangalha (73,3%). Já os piores foram: Praia Grande (37,7%), Parque Guajará (39%) e Maracacuera (39,3%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Cidade Nova VIII (64,8%), Cidade Nova V (63,3%) e Guanabara (62,2%). Já as piores taxas observadas foram nos bairros Curuçambá (30%), Águas Lindas (42,1%) e Heliolândia (46,6%).

Nas 16 cidades onde ocorreram o lockdown, os índices foram: Belém (57%), Ananindeua (55,5%), Marituba (51,7%), Santa Izabel (50,2%), Santa Bárbara (50,2%), Benevides (53,3%), Castanhal (54,5%), Vigia (52,7%), Santo Antônio do Tauá (56,9%), Breves (60,6%), Abaetetuba (56,8%), Parauapebas (55,7%), Cametá (56,6%), Capanema (52,5%), Santarém (57,5%) e Canaã dos Carajás (53%).

Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário