Header Ads




Carga de medicamentos e cestas básicas que atenderão à população da região chega a Santarém

Cargas chegaram a Santarém na sexta-feira (22) — Foto: Agência Pará/Divulgação

Chegaram a Santarém, no oeste paraense, na sexta-feira (22), os medicamentos que devem auxiliar no tratamento contra a Covid-19, em 20 municípios das regiões Baixo Amazonas e Tapajós, e as cestas básicas que serão encaminhadas aos povos indígenas que moram na região de Santarém e Belterra. Carga chegou em uma aeronave do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp).

Segundo a diretora da 9ª Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Marcela Tolentino, essa medicação será encaminhada para todos os hospitais públicos e privados que se cadastraram. “Azitrominicina de 500mg e Hidroxidocloroquina de 400mg para atendimento hospitalar e ambulatorial", afirmou.

Duas vezes por semana, a aeronave do Graesp transporta medicamentos, equipamentos de proteção individual (EPIs), e também dá assistência na coleta sanguínea para testes rápidos.

O serviço é vinculado à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) e foi iniciado em abril para reforçar o combate à pandemia de coronavírus, sobretudo diante da suspensão de voos comerciais. Na carga de sexta-feira também desembarcaram materiais destinados para o Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Polícia Civil e equipamento médico-hospitalar para o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA).

Cestas básicas

Também chegaram a Santarém, 35 cestas, de um montante de 500, que são distribuídas gradativamente pela Secretaria Regional de Governo do Oeste, a pessoas em situação de vulnerabilidade por conta da pandemia.

O secretário regional de Governo do Oeste, Henderson Pinto, disse que nesse momento tem sido feitas parcerias para apoiar a população. "As cestas serão entregues para o Conselho Indígena do Tapajós (Cita), em uma parceira do Governo do Estado, que está trabalhando para entregar cestas básicas, por etapa, conforme a capacidade de distribuição e logística", informou.

Por G1 Santarém 

Nenhum comentário