Header Ads




Com 3,6 mil infectados por covid-19, Amapá começou lockdown nesta terça

O lockdown valerá por 10 dias.
O Amapá começa a colocar em prática nesta terça-feira, 19, o chamado "lockdown", com medidas mais restritivas de tráfego e circulação de pessoas como forma de conter o avanço do novo coronavírus.

A medida, determinada pelo governador Waldez Góes, que visa evitar o colapso no sistema de saúde do estado, valerá por 10 dia e teve como base orientações do Centro de Operações de Emergência em Saúde Pública, que gerencia a crise de Covid-19 no estado.

No boletim divulgado na última sexta-feira, 15, o estado tinha atingido a marca de 3.630 casos confirmados de Covid-19.

O parecer menciona que o Amapá é o estado brasileiro com o maior taxa de contaminação pelo novo coronavírus, com 355,3 a cada 100 mil habitantes. Há ainda 6.235 casos notificados que aguardam resultado dos exames laboratoriais.

No mesmo documento, os técnicos reafirmam a importância do isolamento e que é possível afirmar que as medidas adotadas até aqui foram fundamentais para evitar que o quadro não seja pior.

De acordo com o governador, a medida busca achatar a curva de contágio, que, no atual cenário, atinge mais de 200%. A meta é diminuir os índices de casos confirmados que, segundo o último boletim, supera 3,6 mil infectados.

Os serviços considerados essenciais como supermercados, atacadões, farmácias e similares não serão afetados. Porém, eles terão que seguir as recomendações de horários e atendimentos diferenciados determinadas no decreto. O proprietário que descumprir as regras está sujeito ao pagamento de multa.

Novas medidas

Barreiras sanitárias – para verificação das placas dos veículos, medir a temperatura de motoristas e ocupantes, distribuição de máscaras, desinfecção das ruas, testes rápidos nos vizinhos dos infectados e fiscalização em estabelecimentos comerciais para cobrar a aplicação das medidas sanitárias.

Rodízio de veículos – as placas com números ímpares poderão circular nos dias ímpares e, as placas de numeração par, nos dias pares. Em caso de descumprimento haverá multa, de acordo com o Código Brasileiro de Trânsito. As exceções são para servidores da linha de frente, como Saúde e Segurança Pública.

Proibição de circulação – a medida vale para praças, parques, orlas, entre outros locais que podem concentrar aglomerações de pessoas.

Fonte: Agência Brasil

Nenhum comentário