Header Ads




Diagnosticado com Covid-19, santareno morre após dias de internação em Belém

Santareno Glenn Serruya Malheiros morreu de complicações da Covid-19, aos 58 anos, em Belém — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A tradicional família Serruya Malheiros sofreu um baque na manhã deste sábado (2), ao receber a notícia do falecimento de Glenn Serruya Malheiros, aos 58 anos. O santareno muito conhecido por sua atuação no ramo empresarial, estava há alguns dias internado em um hospital da capital paraense. Ele havia sido diagnosticado com Covid-19 e em razão das complicações da doença passou os últimos dias em Unidade de Terapia Intensiva.

Segundo Davis Serruya, primo de Glenn, o empresário começou a trabalhar ainda na adolescências, aos 16 anos. Em Santarém trabalhou com empresa Curuá-Una Turismo, foi agente da Taba (Transporte Aéreo da Bacia Amazônica. Em Belém, foi agente da Penta e teve franquia da Gol Cargas (Gollog).

Ainda de acordo com Davis, em Santarém, Glenn foi membro ativo de instituições filantrópicas e de serviços, como Rotary Club, e Maçonaria.

Para Davis, a partida prematura de Glenn com quem ele tinha uma relação muito próxima de amizade, regada a muito afeto, deixa uma lacuna no coração. É como se tivesse perdido um irmão.

"Além de meu primo, era meu compadre. Sou padrinho das duas filhas dele. Desde criança, raramente nos chamávamos pelos nossos nomes, era uma costume dos chamarmos de 'alegria', pois a nossa vida era uma alegria. Estou muito triste, arrasado mesmo com essa perda. Eu sempre dizia a ele: 'Você, Glenn, é o irmão que eu nunca tive', pois eu não tenho um irmão", disse Davis.

Glenn era um dos cinco filhos de Rostand Malheiros (falecido há 12 anos) e Ruth Malheiros. O empresário era casado com Elaine Malheiros e pai de duas filhas (Glenda e Giovanna).

Morte de médico

Outra perda para a sociedade santarena aconteceu nesta sexta-feira (1º). O médico Pedro Américo Vieira de Nóvoa, 80 anos, morreu no hospital da Unimed, em Santarém, oeste do Pará.
Médico Pedro Nóvoa morreu em Santarém aos 80 anos — Foto: ICBS/Reprodução

Pedro Nóvoa que por muitos anos atuou nas especialidades de ginecologia e obstetrícia, estava internado desde o dia 29 devido insuficiência renal e complicações cardíacas. O quadro se agravou e o médico não resistiu.

Ele deixa a esposa Terezinha Nóvoa e quatro filhos (Márcio, Maurício, Michel e Murilo) e três netos (Pedro, Raíssa e Étale).

Por G1 Santarém 

Nenhum comentário