Header Ads




Governo do Pará entrega respiradores e bombas de infusão no combate à Covid, na capital e no interior

Foto: Agência Pará

O Governo do Estado recebeu nesta segunda-feira (4), 152 respiradores do total de 400 comprados pelo Tesouro Estadual e 1.580 bombas de infusão, da China. Destes, 30 respiradores e 120 bombas de infusão foram destinados para o Hospital Galileu, na Região Metropolitana de Belém. Para ampliar a oferta de leitos de UTI, também já foram enviados para o Hospital de Campanha de Breves, que será inaugurado nesta quarta (6), cinco respiradores e 20 bombas de infusão. Em Marabá e Santarém o reforço já chegou. Cada um recebeu dez respiradores e 40 bombas de infusão.

Nesta terça-feira (5), sairão quatro voos com destino a Tucuruí (que receberá um respirador e quatro bombas de infusão), Parauapebas, Redenção e Altamira (que receberão, cada um, um kit com três respiradores e 12 bombas de infusão). Para Abaetetuba, serão enviados, via terrestre, três respiradores e 12 bombas de infusão.

Novos Hospitais – Além da chegada dos equipamentos, o Governo do Estado confirmou que Belém contará com mais um Hospital de Campanha. Também haverá novas unidades em Soure, para atender o Marajó Oriental; em Redenção, para atender o polo Araguaia; em Altamira, para o polo Xingu; e em Parauapebas, em parceria com a prefeitura municipal. Os reforços também se estendem aos Hospitais Regionais: o de Itaituba, prestes a ser aberto, atenderá a população do Tapajós. No de Castanhal, na Região Nordeste do Estado, haverá reforço no combate à Covid-19, bem como no Hospital Santa Rosa, em Abaetetuba, e nos Hospitais Regionais de Cametá, Tucuruí e Paragominas.

“Com isto, estamos garantindo uma estrutura em cada microrregião do Estado, para que toda a população tenha acesso ao atendimento adequado”, ressaltou o governador, Helder Barbalho.

Reforço: Marabá e Santarém já receberam novos equipamentos

Em Marabá, dez respiradores e 40 bombas de infusão já chegaram para instalação no Hospital de Campanha, que atualmente conta com 120 leitos clínicos. Com isso, a estrutura contará com 12 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) – já há quatro leitos de estabilização em funcionamento e dois deles serão transformados em leitos de suporte intensivo, somando-se às dez que chegaram hoje e totalizando as 12 vagas.

De acordo com o secretário regional de Governo do Sul e Sudeste, João Chamon, os novos leitos de UTI devem estar habilitados em até dez dias. “É uma ajuda muito significativa, porque só contávamos com dez vagas de UTI exclusivas para Covid-19 no Hospital Regional e recebemos pacientes de toda a região”, explica Chamon. Nesse mesmo hospital, há também 18 leitos clínicos reservados para pacientes com sintomas da doença. O secretário confirmou que nesta segunda chegaram ao Hospital de Campanha os equipamentos de raio-x e para realização de exames laboratoriais, adquiridos pela organização social que administra a estrutura hospitalar.

Em Santarém, outros dez respiradores e 40 bombas de infusão chegaram no início da tarde e também serão encaminhados ao Hospital de Campanha em funcionamento no município, ofertando atualmente 120 leitos clínicos. Ainda esta semana devem sair de Belém para lá os monitores necessários aos leitos de tratamento intensivo. Segundo o secretário regional de Governo da Região Oeste, Henderson Pinto, a previsão é de que as novas UTIs sejam ofertadas na próxima semana.

“Não temos uma data exata porque trata-se da mudança de perfil do hospital. Com a chegada dos equipamentos, a OS inicia os serviços referentes a esse processo. Nossa expectativa é, com kits que serão futuramente adquiridos pela própria empresa gestora e com outros respiradores que o Governo deve nos mandar depois, chegar a 36 leitos de UTI no Hospital de Campanha”, sinalizou Henderson. Até o momento, somente o Hospital Regional do Baixo Amazonas oferta leitos de suporte intensivo exclusivos para a Covid-19: são onze adultos, quatro pediátricos e um neonatal.

Com informações da Agência Pará

Nenhum comentário