Header Ads




Isolamento no Pará despenca e governo avisa que vai ampliar restrições

A Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) registrou, nesta terça-feira, 5, uma queda no isolamento social na segunda, 4. Enquanto apenas 48,27% da população paraense ficou em casa, no dado anterior 57,60% respeitaram as orientações. O Pará se manteve no quinto lugar do ranking nacional.

O número não é considerado favorável pois, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a taxa de isolamento social indicada para a prevenção e combate ao novo coronavírus é de 70% das pessoas em casa.

Por meio do Twitter, o governo do Estado anunciou que vai aumentar as restrições devido a queda da taxa.

De acordo com o levantamento, ao analisar as cidades paraenses, os três melhores índices de isolamento estão nos municípios de Bannach (60,7%), Colares (88,6%) e Breves (55,5%), no Marajó que abrigará um hospital de campanha e aguarda, apenas, pela chegada dos equipamentos. Os piores índices são em Piçarra (26,9%) Cumaru do Norte (33,1%) e Goianésia do Pará (34,9%).

Já na capital, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Aeroporto (66,5%), Águas Lindas (61,9%) e Terra Firme (60,7%). Já os bairros onde as pessoas não respeitaram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento foram: Murubira (38%), Maracacuera (38%) e Curió-Utinga (14,4%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Atalaia (65,7%), Jibóia Branca (62,8%) e Coqueiro (61,7%). Já os piores índices foram observados foram nos bairros de Águas Lindas (43,1%), Águas Brancas (62,8%) e Guanabara (45%).

A capital paraense registrou índice de 51,1 % e Ananindeua, 53,3%.

Índices de isolamento por bairro em Belém:
Melhores:
Aeroporto 66,5%, Águas lindas 61,9% e Terra Firme 60,7%
Piores:
Curió-Utinga 14,4%, Maracacuera 38% e Murubira 38%

Índices de isolamento por bairro em Ananindeua:
Melhores:
Atalaia 65,7%, Jiboia Branca 62,8% e Coqueiro 61,6%
Piores:
Águas Lindas 43,1%, Águas Brancas 44,3% e Guanabara 45%.

Nenhum comentário