Header Ads




Madeira apreendida pelo ICMBio é doada à Prefeitura de Mojui dos Campos

São 108 toras avaliadas em 800 mil reais. A madeira foi apreendida em um ramal no km 132 da BR 163. A Prefeitura já começou a fazer o transporte da madeira.
Madeira apreendida na Flona do Tapajós. Foto: ICMBio.

A Prefeitura de Mojuí dos Campos, no oeste paraense vai receber 412 metros cúbicos de madeira apreendida no dia 27 deste mês na Floresta Nacional (Flona) do Tapajós. São 108 toras de ypê, que chegam a medir até 20 metros de comprimento. A apreensão se deu em um antigo ramal de acesso a Flona no KM 132 da BR 163 – Santarém/Cuiabá.

Para receber a doação, a Prefeitura se responsabilizou pela logística para a retirada da madeira do local apreendido. Os processos de apreensão e doação foram concluídos ainda na sexta-feira (29) e no mesmo dia a Prefeitura de Mojuí dos Campos iniciou as ações de remoção da madeira. Cada caminhão pôde tirar de três a quatro toras por vez devido ao peso da carga e o local onde elas estavam. A estimativa é que o trabalho encerre no fim de semana.

Ao G1 Santarém, Jailson Alves – prefeito de Mojuí dos Campos, disse que a madeira será usada em obras no município. “Essa madeira irá nos ajudar a concluir diversas obras sociais em nosso município, como pontes, microssistemas, e veio em boa hora nesse momento tão difícil frente as ações de enfrentamento à pandemia de Covid-19”, disse.

As 108 toras, todas de Ipê, algumas com até 20 metros de comprimento, totalizam um volume de 412 metros cúbicos. No mercado, cada metro cúbico é vendido em média a R$ 2 mil. O valor da madeira apreendida foi calculado em 800 mil reais.

Blogdocarpê Com informações do G1 Santarém 

Nenhum comentário