Header Ads




Paulo Guedes admite possibilidade de prorrogar auxílio emergencial por mais dois meses

Porém, ministro quer reduzir o valor de R$ 600 para R$ 200
O ministro da Economia Paulo Guedes admitiu nesta quarta-feira, 20, a possibilidade de estender o auxílio emergencial por mais dois meses, principalmente para beneficiar os trabalhadores informais.

Porém, o valor de R$ 600 aprovado pelo Congresso Nacional e que foram pagos em duas parcelas pelo governo federal, seria reduzido para R$ 200, que é o valor proposto inicialmente, mas que durante tramitação no Congresso houve aumento.

O auxílio emergencial foi criado para durar três meses, previsto para o isolamento social e as consequências de paralisação da maior parte da atividade econômica no país. A previsão de pagamento foi para os meses de abril, maio e junho. Se for prorrogado alcançará os meses de julho e agosto.

Se for confirmada a prorrogação representa uma mudança da equipe econômica, que já tinha afirmado ser contrária à extensão do benefício.

Paulo Guedes defende a redução para R$ 200, alegando limitações das contas públicas.

Fonte: Uol

Nenhum comentário