Header Ads




Segunda parcela do auxílio começa dia 20, mas só a partir do dia 30 será possível transferir e sacar

A Caixa Econômica Federal decidiu pagar a segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 somente em conta poupança digital para todos os trabalhadores com direito ao benefício, independentemente se essas as pessoas têm conta na instituição ou em outros bancos. Ao todo, o valor será creditado para 30 milhões de informais, que terão que esperar por mais tempo para pôr a mão no dinheiro. A medida não afeta beneficiários do Bolsa Família.

As pessoas que receberem o crédito na poupança virtual, que começa em 20 de maio, para nascidos em janeiro e fevereiro, somente vão poder transferir os recursos para outras contas ou efetuar o saque a partir de 30 de maio, conforme o mês de nascimento.

No primeiro momento logo após o depósito, somente será possível pagar contas e boletos e realizar compras pelo aplicativo da Caixa, via cartão de débito digital. O objetivo é incentivar o uso do aplicativo e evitar filas nas agências durante a pandemia do coronavírus.

No pagamento da primeira parcela, não havia restrição à movimentação dos recursos para quem recebeu o valor em conta digital. As pessoas podiam pagar contas e transferir o dinheiro para outras contas, em seu nome ou de outros, pelo aplicativo da Caixa. A única restrição foi ao saque, que precisou obedecer um cronograma.


Nenhum comentário