Header Ads




Segundo direção do Abelardo Santos, idosa flagrada em estado grave não foi encaminhada viva para necrotério

No vídeo, é possível ver a senhora com dificuldades de respirar
A gestão do Hospital Regional Dr. Abelardo Santos informou, em nota, que é falsa a informação de que uma idosa teria sido encaminhada viva ao necrotério do hospital.

As informações que circulavam nas redes sociais junto a um vídeo, é de que a idosa teria sido levada a uma sala do Hospital Abelardo Santos, em virtude de contaminação por covid-19. Em seguida, os familiares teriam sido avisados de que ela estaria morta. Sem acreditar, eles teriam invadido o necrotério e encontraram a paciente respirando.

Nas imagens, a idosa aparece deitada em uma maca apresentando dificuldades para respirar. Embaixo dela, é possível ver um saco, usado para colocar os corpos antes de ir para o IML.

Na nota, a direção do hospital explica que, após o agravamento do quadro da paciente, ela foi "avaliada por dois médicos e encaminha para a sala vermelha, área destinada a pacientes em estado crítico, e lá evoluiu para óbito" e nega que a paciente teria sido levada viva para o necrotério.

A Santa Casa de Pacaembu, Organização Social em Saúde (OS) responsável pelo Abelardo Santos, informou que vai abrir procedimento interno para identificar o responsável pelos vazamentos da imagem.

Por Roma News 

Nenhum comentário