Header Ads




Beltrame: “preço das 8 ambulâncias alugadas está abaixo do valor de mercado”

Para o secretário de Saúde do Pará, o preço está abaixo da cotação do mercado e não há nenhuma ilegalidade

O secretário de Saúde do Pará, Alberto Beltrame, usou as redes sociais para explicar o aluguel pelo Estado de oito ambulâncias para atender pacientes infectados com a Covid-19 nos hospitais de campanha de Belém, Breves, Santarém e Marabá, no valor de R$ 7.840.000,00, por um período de quatro meses.

Segundo Beltrame, “o preço de referência para esse mesmo tipo de serviço, no portal da transparência do Ministério da Economia, está acima de R$ 400 mil por mês”. Ele garantiu que o governo está fazendo “bom uso do dinheiro público”.

Cada ambulância custa R$ 245.000,00 por mês. As oito custarão R$ 1.960.000,00 por mês, todas equipadas e com motoristas, médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. O contrato foi feito sem licitação com a empresa Centro de Atendimento de Serviços Médicos Rios Vaz Eirele – Medclin.

O contrato do Estado com a empresa foi muito criticado nas redes sociais, o que obrigou o governador Hélder Barbalho a convocar o secretário Alberto Beltrame a se pronunciar sobre o assunto.

No twiter, a Sespa esclareceu que, mesmo não sendo responsável pelo serviço de remoção de paciente, alugou ambulâncias equipadas, com suporte completo, 24h por dia, para apoiar as prefeituras durante a pandemia do coronavírus.

Alberto Beltrame gravou um vídeo em que afirma que “com a Covid-19, muitos de nós vimos o sofrimento de muitas pessoas que não tinham condições de transportar seus pacientes das UPAs e prontos-socorros para os hospitais de campanha e para as UTIs, então o governo do Estado tomou a iniciativa de salvaguardar essas pessoas e transportá-las com segurança, contratando serviços de UTIs móvel, oito ambulâncias, sendo duas para o Hospital de Campanha do Hangar, duas para Breves, duas para Santarém e duas para Marabá.

Mas não são só veículos, são UTIs móveis, com médico 24 horas, com enfermeiro, técnico de enfermagem e motorista, com combustível e com seguro. Todos esses serviços 24 horas por dia custam R$ 245 mil por mês. O preço de referência para esse mesmo tipo de serviço, no portal da transparência do Ministério da Economia, está acima de R$ 400 mil por mês. O nosso contrato está no portal da transparência do governo do estado. Nós estamos aqui prestando contas do bom uso do dinheiro público e dizendo a vocês que nós temos o compromisso de salvaguardar a saúde, a vida das pessoas e prestar contas de cada centavo gasto durante essa pandemia”.

Compra de garrafas pet

O programa de TV Alerta Nacional, apresentado pelo âncora Sikera Júnior, denunciou superfaturamento na compra sem licitação pelo governo do Pará de mais de um milhão de garrafas pet de 240ml para envasilhar álcool 70%, ao preço total de R$ 1.710.000,00. Segundo a denúncia, cada garrafa saiu a R$ 1,50, enquanto o preço norma seria R$ 0,49.

Procurado, o secretário Alberto Beltrame não se posicionou sobre o assunto.

Por Ver-o-fato 

Nenhum comentário