Header Ads




Câmara negocia seguro para prefeitos e fica mais próxima de adiar eleições

A maré virou nos últimos dias para o adiamento das eleições. A PEC (proposta de emenda à Constituição) que foi aprovada no Senado na última terça-feira, 23, para alterar as datas sofria forte resistência entre deputados.

Líderes ouvidos pelo Poder360, porém, avaliam que agora há votos suficientes para aprovar a matéria.

O adiamento é discutido por causa da pandemia. Existe o temor de que os eventos ligados à ao processo eleitoral, como campanha e a votação em si, possam facilitar a disseminação do coronavírus.

O projeto do Senado coloca o primeiro turno em 15 de novembro e o segundo no dia 29 do mesmo mês.

Fonte: Poder 360

Nenhum comentário