Header Ads


Federação Paraense de Futebol deve anunciar data para o retorno do Parazão 2020

FPF e clubes reuniram com o Ministério Público e o Campeonato Paraense pode retornar
  • O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) reuniu, na tarde desta quinta-feira (25), com os representantes dos clubes da capital, Clube do Remo e Paysandu Sport Club, e diretores da Federação Paraense de Futebol (FPF). Os promotores Domingos Sávio e Nilton Gurjão ouviram os presentes na reunião, como José Guataçara, médico da comissão de segurança que representou a FPF e Coronel Cláudio Santos, diretor de segurança e logística. Os promotores públicos indagaram a Federação Paraense, Remo e Paysandu quanto aos protocolos de segurança.

“O Ministério Público ficou à margem desse processo de protocolo do Remo, Paysandu e Federação. Em alguns estados, o Ministério Público participou efetivamente desse processo. Como nós estamos à margem, estamos vendo que o processo já está começando agora, com o retorno dos treinos e principalmente dos jogos. Nós convocamos a reunião para saber a que ponto se encontra essa situação toda de protocolo, se está compatível com o número de infectados, de curados e de número de UTIs aqui no estado do Pará, principalmente em Belém,” explicou Nilton Gurjão, promotor de Justiça do Ministério Público do Pará.

Na reunião, a Federação Paraense de Futebol confirmou que o Parazão 2020 vai continuar, motivado pelo patrocínio que os clubes já receberam do Governo do Estado do Pará – no qual assinaram um contrato, que os obriga a entrar em campo. A data para um reinício do estadual vai ser colocada no encontro desta sexta-feira (26) com o governador Helder Barbalho.

“A Federação Paraense de Futebol foi representada pelo Coronel Cláudio e ele foi enfático em dizer que vai continuar. O presidente do Paysandu [Ricardo Gluck Paul] teria dito que ele, pessoalmente, achava difícil o campeonato continuar e a Federação discordou; disse que o campeonato vai continuar e que efetivamente será normalizado nos próximos dias. O que ficou garantido é que o campeonato não retornará a partir de sete semanas do reinício dos treinos,” completou o promotor.

Na reunião, a Federação teria garantido aos presentes que, se o governador liberar todos os clubes para o retorno aos treinos, nesta sexta-feira irá anunciar a data do retorno do Campeonato Paraense. O presidente do Paysandu se demonstrou preocupado com a declaração feita pelo Coronel Cláudio Santos, dando um contorno diferente em tudo que já foi discutido em outras reuniões do campeonato. O Parazão deverá retornar em meados de agosto.

“Não há a menor possibilidade de não haver Campeonato Paraense. O Coronel Cláudio garantiu a realização do Parazão, porque os clubes assinaram um contrato e são obrigados a jogar. Palavras do doutor Cláudio, hoje. É uma declaração surpreendente porque demonstra, na verdade, uma dissonância com o que vem sendo discutido com os clubes, que têm colocado uma série de preocupações com relação à questão estrutural, financeira e regulamento. Continuo dizendo, o Paysandu está preparado para disputar o campeonato,” afirmou Ricardo Gluck Paul, presidente do Paysandu Sport Club.

“Isto não existe pelo Paysandu. Desânimo em disputar o campeonato, agora nos pega de surpresa, pois não sabemos quais os critérios estão sendo adotados. Se, por acaso, já resolveram a questão estrutural; ninguém sabe se eles já resolveram a questão financeira, e lamento a falta de transparência e de como recebemos informações de surpresa dessa forma,” conclui.

Por Fábio Relvas

Nenhum comentário