Header Ads




Gerente do Ciretran de Ourilândia do Norte é preso por chefiar esquema de corrupção no Detran

A Polícia Civil prendeu na tarde da última quinta-feira, 18, o gerente da Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) de Ourilândia do Norte, Renildo Silva, acusado de corrupção e manipulação de dados do sistema do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran-PA). Renildo ocupava um cargo de confiança do Governo do Estado e não tem vínculo com serviço público.

Segundo investigação da Delegacia de Repressão a Frutos e Roubos de Veículos Automotores do Estado do Pará - DRFRVA / DRCO em conjunto com militares do Núcleo de Inteligência do Detran PA, Renildo estava inserindo dados falsos no sistema do Detran, realização de vistorias de outra Unidade Federativa sem ao menos os veículos passarem pela vistoria presencial no órgão de trânsito, inexistindo ainda todo processo físico referente a tal operação.

Ele gerenciava o esquema com a ajuda de uma outra pessoa, que também não é concursada do Detran, e foi contratada por Renildo para a função balconista no Ciretran de Ourilândia do Norte. Mais de 2.500 transações ilegais foram feitas nos sistemas do Detran, e o prejuízo estimado aos cofres públicos é de R$ 130.000,00.

O Esquema

A pessoa que trabalhava para Renildo no esquema era Marcondes Ferreira Neres. Na delegacia, ele confessou que cobrava propina para “agilizar” processos de transferência de propriedade e licenciamento anual de veículos, que os valores variavam entre R$ 30 a 100,00 por veículo, tudo isso com a gerência de Renildo.
À polícia, ele também informou que, em muitas das vezes, há participação de despachantes, que levam diariamente demandas para serem atendidas dentro do esquema. Marcondes tinha a senha de acesso ao sistema de Renildo, e realizava todas as operações com a permissão do gerente.
Uma busca foi realizada na casa do envolvido e a polícia encontrou uma grande documentação oficial do Detran e vários aparelhos celulares. Tudo foi apreendido.

Cargo de confiança do Governo do Estado

Por volta das 16h de ontem, Renildo foi preso em flagrante e está à disposição da justiça. O cargo que ele ocupava era comissionado, ou seja, de confiança (DAS) do Governo do Estado, e não é servidor do quadro de pessoal permanente do Detran-PA.

Ainda na noite de ontem, o diretor geral do Detran, Marcelo Guedes, decidiu exonerar Renildo. 

Concursados cobram nomeação

Um grupo de candidatos aprovados para o cargo de Agentes de Educação de Trânsito, no último concurso público realizado pelo Detran/PA, em 2018, reclama da demora na nomeação dos cargos.

Na manhã de ontem, um protesto foi organizado na sede do órgão, em Belém, na avenida Augusto Montenegro. Os aprovados aguardam há um ano pela nomeação, sem respostas concretas da administração pública.

Por Roma News

Nenhum comentário