Header Ads


Índice de isolamento no Pará segue caindo e Estado registra apenas 38,28% da população em casa nesta segunda, 8

Crédito: Agência Pará

Pará alcançou a 15ª posição no ranking brasileiro de isolamento social nesta segunda-feira, 8. Em números percentuais, a taxa representou 38,28% de pessoas se mantendo em casa para evitar a proliferação do novo coronavírus. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 9, pela Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

O Estado tem, atualmente, 59.148 pacientes infectados e 3.853 óbitos no Pará. Mais de 1.500 casos foram confirmados só nesta terça.

Para impedir uma queda ainda mais acentuada no isolamento, que segue sendo necessário para conter a pandemia, o governo reforçou medidas de segurança para o feriado de Corpus Christi, como a proibição do uso e da frequência em praias, igarapés, balneários e clubes para evitar a aglomeração.

De acordo com o levantamento da Segup, Chaves (56%), Aveiro (53%) e Santarém Novo (52,4%) apresentaram os melhores índices de isolamento. Já as cidades que mais desobedeceram a recomendação de ficar em casa, registrando um baixo índice de isolamento, foram São João da Ponta (23,8%), Abel Figueiredo (25%) e Rio Maria (26,8%).

Na capital paraense e em Ananindeua foram registrados, respectivamente, os índices de 39,5% e 38,1%.

Em Belém, incluindo os distritos, os bairros com as maiores taxas de pessoas em casa foram: Mangueirão (50,5%), Marambaia (49,1%) e Aeroporto (48,8%). Já os piores foram: Ariramba (22,7%), São João do Outeiro (24,1%) e Curió Utinga (24,1%).

Em Ananindeua, os melhores índices foram registrados nos bairros Curuçambá (51,5%), Júlia Seffer (45,7%) e Levilândia (45,5%). Já as piores taxas observadas foram em Icuí- Laranjeira (15%), Jibóia Branca (30,8%) e Águas Lindas (31,4%).

Nas cidades de Concórdia do Pará, Colares, Ipixuna do Pará, Rurópolis e Baião onde está mantido o lockdown por decreto municipal, com pedido de apoio para atuação dos agentes de segurança do Estado formalizados, os índices de isolamento foram de 43%, 48,4%, 49,6%, 42,4% e 50,9%, respectivamente.

Fonte: Agência Pará

Nenhum comentário